Publicidade
Notícias | Rio Grande do Sul Recuperação

Recém-nascida arremessada de ônibus em Panambi recebe alta do hospital

Bebê permaneceu durante 24 dias na UTI Neonatal e por três dias na UTI Pediátrica em Santa Rosa; mãe foi indiciada por tentativa de homicídio qualificado

Publicado em: 28.07.2021 às 16:57 Última atualização: 29.07.2021 às 09:42

Nesta terça-feira (27), teve alta no Hospital Vida & Saúde (HVS), em Santa Rosa, a recém-nascida que foi transferida de Panambi após ser arremessada de um ônibus. Internada desde o dia 30 de junho no HVS, a bebê permaneceu durante 24 dias na UTI Neonatal e três dias na UTI Pediátrica da Instituição.

Durante a internação, ela recebeu acompanhamento de uma equipe multidisciplinar, onde realizou uma série de exames e um rigoroso acompanhamento do serviço de referência das UTIs Neonatal e Pediátrica.

De acordo com os médicos, a recém-nascida recebeu alta com uma melhora significativa e progressiva em relação ao quadro clínico inicial, não sendo possível, entretanto, determinar possíveis sequelas futuras. A bebê seguiu aos cuidados do Conselho Tutelar de Panambi e deve manter acompanhamento clínico continuado com equipe multiprofissional, incluindo avaliações regulares com neuropediatras.

Relembre o caso

Na gelada manhã de 30 de junho, imagens de uma câmara de segurança flagraram o momento em que a bebê foi jogado pela janela de um ônibus em movimento em Panambi. Cerca de uma hora depois, a menina foi socorrida por policiais na Avenida Presidente Kennedy.

Segundo informações da Polícia, a recém-nascida ainda estava coberta de sangue e com o cordão umbilical. No mesmo dia, por volta das 21h30, os policiais localizaram a mulher que arremessou o bebê na cidade de Dezesseis de Novembro. Em depoimento, a mulher de 20 anos admitiu ter dado à luz no veículo e jogado a menina pela janela.

O delegado responsável pela investigação, Gustavo Fleury, disse à imprensa que a mulher relatou ter ocultado a gravidez da família por não saber quem é o pai da criança e não ter condições de criá-la. Ela chegou a ser presa preventivamente.

Mãe da bebê foi indiciada

No dia 9 de julho, a Polícia Civil indiciou por tentativa de homicídio qualificado a mulher que assumiu ter arremessado a própria filha pela janela. A investigação constatou, a partir de mensagens de celular e depoimentos de familiares e passageiros, que a jovem tinha plena consciência dos seus atos e que seu objetivo era atentar contra a vida de sua filha.

A mulher passou por perícia no Departamento Médico-Legal do IGP de Ijuí para verificar a possibilidade de alterações psíquicas, o exame, no entanto, não apontou evidências de que a acusada tenha praticado o crime em razão de alterações físicas ou psíquicas.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.