Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região VALE DO SINOS

Prefeito de Campo Bom diz que foi atacado ao incentivar vacinação infantil contra Covid-19

Ameaças começaram nas redes sociais, quando Luciano Orsi fez uma publicação orientando sobre o início da imunização infantil contra a Covid-19

Publicado em: 26.01.2022 às 20:49 Última atualização: 26.01.2022 às 20:54

A administração municipal de Campo Bom afirma que tem sofrido ataques de “grupo antivacina”. A informação é da própria gestão que deu detalhes da ação em nota publicada nesta quarta-feira (26). O documento explica que as ameaças começaram a partir das redes sociais, quando o prefeito da cidade, Luciano Orsi, orienta sobre o início da imunização infantil e se posiciona a favor da medida para combater a Covid-19.

Prefeito de Campo Bom, Luciano Orsi
Prefeito de Campo Bom, Luciano Orsi Foto: Reprodução/Facebook

“Em resposta, sofri uma série de ataques coordenados por um grupo antivacina movido por ideologia política. Isso ficou evidente quando verifiquei o perfil das pessoas que comentaram e constatei que a maioria não era da região; mas sim de cidades como: Jundiaí, Feira de Santana, São Paulo, Campinas, Belo Horizonte, Brasília, Criciúma. Quero deixar claro: não irei me curvar a ataques ou ameaças, principalmente vindo de fontes sem embasamento científico nenhum”, aponta o prefeito.

Na nota, o prefeito ainda reforça para a população que vacinação infantil contra o coronavírus possui autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e aponta outros países onde o imunizante foi aplicado em crianças e a taxa de eficácia foi alta. Orsi lembra também que o Brasil já registrou mais de 300 mortes de crianças por Covid-19. "Por isso reforço meu pedido: vacine seus filhos. Está com dúvidas? Fale com o pediatra. Não deixe que o medo criado por mentiras influencie nas suas ações”, diz.

A prefeitura não informou se registrou o caso na polícia.

Leia nota na íntegra

"O início da vacinação contra a Covid-19 voltada às crianças de 5 a 11 anos era um momento muito esperado pela Administração Municipal de Campo Bom. A imunização começou na última semana e ficava explícito pela alegria no rosto dos pais e das crianças, o resultado positivo dos primeiros dias de imunização. Entretanto, seja por falta de informação ou ideologia política, cidadãos têm atacado a vacinação, por meio de fake news, nos canais oficiais de comunicação da Prefeitura, com o objetivo de gerar medo nos pais ou responsáveis.

Em vídeo para as redes sociais, o prefeito da cidade Luciano Orsi informa sobre o início da imunização e seu posicionamento a favor da vacinação infantil (aprovada pela Anvisa - Agência Nacional de Vigilância Sanitária). “Em resposta, sofri uma série de ataques coordenados por um grupo antivacina movido por ideologia política. Isso ficou evidente quando verifiquei o perfil das pessoas que comentaram e constatei que a maioria não era da região; mas sim de cidades como: Jundiaí, Feira de Santana, São Paulo, Campinas, Belo Horizonte, Brasília, Criciúma. Quero deixar claro: não irei me curvar a ataques ou ameaças, principalmente vindo de fontes sem embasamento científico nenhum”, afirma Orsi.

Em ensaios clínicos realizados pela Pfizer, em crianças, nos Estados Unidos, Finlândia, Polônia e Espanha, os resultados, consolidados no último mês de outubro, indicaram eficácia de 90,7% na prevenção da doença em crianças de 5 a 11 anos. Os Estados Unidos da América, que até 19/12 aplicou 8,7 milhões de doses em crianças, não registrou confirmação de qualquer reação grave em decorrência da vacina.

Embora menos suscetíveis ao agravamento da doença, no Brasil já se somam mais de 300 óbitos de crianças por Covid-19, segundo dados oficiais. “Respeito a decisão dos pais que não vão vacinar seus filhos, no entanto, neste momento precisamos da união e solidariedade, visando a saúde das crianças e pensando que em breve iniciaremos o ano letivo. Por isso reforço meu pedido: vacine seus filhos. Está com dúvidas? Fale com o pediatra. Não deixe que o medo criado por mentiras influencie nas suas ações”, diz Orsi.

Todas as informações referentes à vacinação infantil, bem como o cronograma vacinal, são constantemente atualizados e divulgados no site e nas redes sociais da prefeitura."

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.