Publicidade
Notícias | Região COVID-19

Idosos acamados são vacinados contra o novo coronavírus em Esteio

Município recebeu mais 103 doses da Coronavac, além das 649 iniciais

Publicado em: 23.01.2021 às 15:05 Última atualização: 23.01.2021 às 15:12

Vacinação está sendo feita por profissionais da Secretaria Municipal de Saúde na casa dos idosos. Foto: PME/Divulgação
A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Esteio recebeu mais 103 doses da Coronavac na última quinta-feira (21). Segundo a Prefeitura, a vacina, produzida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o instituto Butantan, de São Paulo, começou a ser aplicado na sexta-feira (22) em cerca de 80 idosos acamados, que são monitorados pelas unidades básicas de saúde (UBSs) de Esteio. A vacinação está sendo feita por profissionais da SMS diretamente na casa dos idosos.

O imunizante também está sendo administrado em servidores do Hospital São Camilo que atuam no setor de Imagens e fazem exames diariamente em pacientes internados com o coronavírus, e em motoristas da SMS que transportam pessoas com a doença e correm risco maior de contágio.

Na última terça-feira (19), Esteio havia recebido 649 doses da Coronavac, aplicadas em moradores de instituições de longa permanência de idosos e trabalhadores destas instituições, em servidores do Hospital São Camilo de setores que atendem diretamente a pacientes com a COVID-19 e em profissionais das UBSs que também estão na linha de frente no combate à doença. De acordo com a Prefeitura, a Coordenadoria Regional da Saúde, com sede em Porto Alegre, vai encaminhar para Esteio a mesma quantidade de imunizantes para a realização da segunda dose, que deve ser feita de 14 a 28 dias depois da primeira.

A Prefeitura alerta que as pessoas não devem procurar as unidades de saúde para vacinação neste momento. A primeira fase de imunização está sendo feita apenas em idosos que moram em asilos, trabalhadores das ILPIs e em servidores da área da saúde da SMS e do Hospital São Camilo que têm contato direto com pessoas com a COVID-19 ou com suspeita da doença. À medida que mais vacinas forem chegando, enviadas pelo Ministério da Saúde, mais pessoas de grupos prioritários serão chamadas para a vacinação, observando as prioridades definidas pelo Governo Federal.

Pessoas com sintomas da COVID-19 podem entrar em contato pelos telefones 3459-4723 e 3473-6377 (opção 1 - informações sobre o Coronavírus). Por estes canais são dadas todas as informações para agendamento de testes e outras medidas necessárias.

Grupos prioritários*
Grupo 1
Trabalhadores da saúde que atuam na linha de frente no enfrentamento ao coronavírus (em andamento), pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência de idoso e seus cuidadores (em andamento); idosos acamados (em andamento); idosos a partir dos 75 anos; populações indígenas e quilombolas

Grupo 2
Pessoas de 60 a 74 anos

Grupo 3
Pessoas com as seguintes comorbidades: diabetes mellitus, hipertensão arterial grave, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer e obesidade grave

Grupo 4
Professores (nível básico ao superior); servidores das forças de Segurança e salvamento; funcionários do Sistema Prisional
* De acordo com Ministério da Saúde. Poderá sofrer ajustes

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.