Publicidade
Notícias | Região Cheia do Rio dos Sinos

Já existem moradores da Prainha do Paquetá que estão sem energia elétrica devido a água

A eletricidade em algumas casas inundadas teve que ser cortada, segundo a Defesa Civil. É que existe o risco de curto-circuito e choque elétrico para quem continua no local

Última atualização: 11.07.2020 às 15:20

Rodolfo Pacheco [D] est�¡ preocupado com a eletricidade na Prainha do Paquet�¡ Foto: PAULO PIRES/GES
A preocupação da Defesa Civil na Prainha do Paquetá é que as 70 famílias que vivem no local tenham a energia elétrica desligada. Acontece que se o Rio dos Sinos continuar subindo, a Rio Grande Energia (RGE) terá que desligar a luz como forma de evitar curto-circuitos e choques elétricos. A Defesa Civil fez uma ronda de barco pela área atingida no final da manhã deste sábado (11). De acordo com o chefe da Defesa Civil, Rodolfo Pacheco, foi feito um reconhecimento na área, agora acessada apenas por quem tem embarcação. "Algumas casas já estão sem eletricidade", frisa. "Ninguém gostaria que os moradores ficassem sem luz neste momento, mas é o que vai ter que acontecer se continuar subindo o rio", avalia.

Pacheco destaca que a água é condutora de eletricidade, havendo então o risco que algum morador seja eletrocutado, caso o medidor de energia seja engolido pelo rio. "Não dá para deixar isso acontecer". Ainda conforme a avaliação do chefe da Defesa Civil, somente passado o final de semana, mais exatamente, entre a tarde de segunda-feira (13) e a manhã de terça-feira (14), é que vai ser possível observar o rio retornando ao nível normal de 1,90 centímetros. Ele já chegou a aproximadamente 3 metros. "Enquanto estiver chovendo, a inundação vai continuar. Até porque tem bastante água ainda a descer vinda lá do Vale do Paranhana", explica. 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.