Publicidade
Acompanhe:
Notícias | Região Do CTG Aldeia dos Anjos

Prenda de Gravataí vence concurso de intérprete vocal no 33° Rodeio de Vacaria

Kathellyn Beatriz Garcia competiu com dez gurias e levou o prêmio

Por Bruna Aquino
Última atualização: 19.02.2020 às 09:49

Kathellyn é 2ª Prenda Juvenil da 1ª Região Tradicionalista Foto: arquivo pessoal
Representando o CTG Aldeia dos Anjos, a jovem Kathellyn Beatriz Garcia conquistou o título de campeã na categoria Intérprete Vocal Juvenil do 33° Rodeio Internacional de Vacaria, ocorrido neste mês e o maior rodeio crioulo da América Latina.

Na fase classificatória, Kathellyn - que também ostenta o posto de 2ª Prenda Juvenil da 1ª Região Tradicionalista - concorreu com 38 gurias do Rio Grande do Sul e de outros estados. Dez passaram à etapa final, sendo a jovem do Aldeia a primeira colocada. Na grande final, a prenda de 16 anos venceu as concorrentes com a música "Nem que seja por um dia" e trouxe na mala o troféu de melhor intérprete.

"É um orgulho imenso. Ela ama cantar e essa conquista para ela tem um significado muito grande", diz a mãe, Tatiana Garcia. A participação em rodeios e festivais começou cedo - aos 6 anos. As aulas de canto vieram um ano depois e acompanham Kathellyn até hoje. O professor Willian Varela é quem ministra os ensinamentos musicais e também é parceiro nas apresentações - no comando do violão.

Atualmente, já são cerca de 130 troféus conquistados pela adolescente em diversos municípios gaúchos. "Eu me emociono em todas as apresentações. É muito lindo ver a entrega dela em cada interpretação", acrescenta.

No Rodeio Internacional de Vacaria - que ocorre a cada dois anos, estreou em 2012. Na época com apenas 8 anos, chegou ao 4º lugar. Nas edições de 2014 e 2016, passou à final e foi a 3ª colocada. Em 2018, passou a competir na categoria Juvenil. 


Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.