Publicidade
Acompanhe:
Notícias | Região Educação

Greve do magistério estadual tem manifestações na região

Caminhadas noturnas estão acontecendo em Gravataí e Cachoeirinha que têm boa parte das escolas sem aulas

Por Diléa Fronza
Última atualização: 29.11.2019 às 13:22

Manifestação em Gravataí Foto: 22º Núcleo do Cpers/Divulgação
Professores estaduais seguem mobilizados. A greve, iniciada no último dia 18, tem adesão total e parcial da maioria das escolas da região. De acordo com boletim divulgado pelo Cpers no último dia 27, em todo o estado, já são 1556 escolas envolvidas na greve. Destas, 788 seguem totalmente paradas. Na região do 22º Núcleo do Cpers, que envolve as cidades de Alvorada, Cachoeirinha, Gravataí e Viamão, das 91 escolas, 21 estão paradas totalmente, 43 de forma parcial e 27 normais. De Gravataí, 8 parcial, 8 total, 6 com funcionamento normal. Em Cachoeirinha, uma é total, oito parciais e cinco normais.

Nesta semana, o movimento grevista realizou diversas manifestações pelas cidades. Caminhadas noturnas foram realizadas, além de movimentos em Porto Alegre e nas próprias escolas. "Seguimos aí com grande apoio da comunidade, tem muitos estudantes participando. Na próxima semana iremos para Pelotas, a cidade do governador Eduardo Leite e depois para Bento Gonçalves onde o governador irá encontrar o presidente Jair Bolsonaro", conta Anderson Vicente, coordenador do 22º núcleo.

Vicente diz que a afirmação do governador de que o ponto dos professores seria cortado e, consequentemente, afetaria o pagamento do salário dos servidores, não abalou o movimento. "Não teve impacto das pessoas retornarem ao trabalho em função disso porque já não estamos recebendo salário mesmo. A afirmação até virou piada porque como ele vai cortar aquilo que já não é pago? A questão é analisada pelo departamento jurídico do sindicato", conclui.

A reportagem tentou contato com a 28ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) mas não obteve retorno.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.