Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Novo Hamburgo LUTA CONTRA O CÂNCER

Grupo Mãos Dadas celebra 16 anos e anuncia rifa de vestido que pertenceu a Hebe Camargo

Criado para apoiar pacientes em tratamento oncológico, grupo conta com 120 integrantes

Por Eduardo Amaral
Publicado em: 30.06.2022 às 22:04

Apoiar mulheres em meio ao tratamento contra o câncer de mama. Esse objetivo que motivou Flavia Regina Trevisan e Marlise Bernd a fundarem, no dia 30 de junho de 2006, o Grupo Mãos Dadas. As atividades ao longo desses 16 anos foram crescendo e elas passaram de uma dezena para uma centena de mulheres que celebraram a vida e dar suporte umas às outras durante o tratamento da doença. Nesta quinta-feira (30) elas se reuniram mais uma vez na Câmara de Dirigentes Lojistas de Novo Hamburgo (CDL-NH) para comemorar a história construída nesse período e comemorar a vida. 

Há 16 anos, Mãos Dadas serve de suporte e apoio para mulheres em tratamento oncológico
Há 16 anos, Mãos Dadas serve de suporte e apoio para mulheres em tratamento oncológico Foto: Eduardo Amaral/GES Especial
Todas as mulheres estavam vestidas com camisetas e laços rosas, cor símbolo do combate ao câncer de mama. Com muita animação, elas esboçavam sorrisos e dançavam por todo o salão. “É um momento de muita gratidão por esse momento que Deus nos proporciona”, afirma Flavia Regina, que atualmente também é coordenadora do grupo.

Em companhia das amigas, Flavia canta, chama todas para dançar e anima quem está presente, uma alegria que ela considera fundamental para que o tratamento de cada uma delas tenha sucesso. “Quando a gente fundou o Mãos Dadas o médico me disse que metade da resposta do tratamento depende desse suporte, esse apoio que nós damos mutuamente.” Ela lembra que nem sempre foi fácil manter o grupo - que precisa de recursos para suas atividades -, mas olha com carinho para o tempo que passou. “É bom poder agradecer esse carinho, esse apoio que temos dado a essas pacientes. Isso aqui é tão importante que temos uma que fez quimioterapia ontem (29) e hoje está aqui.”

Em busca de recursos

Hebe Camargo foi uma das maiores apresentadoras da televisão brasileira e por décadas esteve na casa dos brasileiros por diferentes canais. Em 2009, dois anos após a criação do Mãos Dadas, a “Rainha da TV” esteve em Novo Hamburgo e doou o vestido de seu aniversário de 80 anos para a CDL da cidade.

Vestido usado por Hebe Camargo em seu aniversário de 80 anos será rifado e dinheiro revertido para o Grupo Mãos Dadas
Vestido usado por Hebe Camargo em seu aniversário de 80 anos será rifado e dinheiro revertido para o Grupo Mãos Dadas Foto: Eduardo Amaral/GES Especial
Um ano depois, em 2010, Hebe descobriu um câncer e se tornou um símbolo no combate a doença, se engajando diretamente em diversas campanhas até o seu falecimento no dia 29 de setembro de 2012. Agora, o vestido estará novamente à venda para financiar justamente um projeto de ajuda a pacientes oncológicos. Como lembra o presidente do CDL-NH, Chico Ferraz, o vestido já foi a leilão pela mesma causa, mas não teve o resultado esperado. Agora, a venda se dá através de uma rifa ao custo R$ 10 cada número, a qual será sorteada no dia 29 de agosto.

Ferraz, que perdeu o pai também em decorrência de um câncer, é um entusiasta do Mãos Dadas, iniciativa que considera vital para pacientes. “Na época, ele não tinha um apoio como esse, e ver elas muitas curadas é um exemplo. Faz lembrar do meu pai.”

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.