Publicidade
Acompanhe:
Notícias | Novo Hamburgo Investigação

Preso em Estância Velha acusado de estuprar a própria filha e seis irmãs

Homem estava escondido na casa do pai

Por Suélen Schaumloeffel
Última atualização: 22.11.2019 às 15:11

Preso homem acusado de estuprar a própria filha Foto: Divulgação
A equipe da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) prendeu no início da tarde desta sexta-feira (22) o homem acusado de abusar sexualmente de sete pessoas. As vítimas são a própria filha de 14 anos e outras seis mulheres, de 34, 31, 28, 25, 20 e 18 anos, todas irmãs do preso. Ele foi capturado no bairro Rincão Gaúcho, em Estância Velha, escondido na casa do pai. 

De acordo com a titular da Deam, Raquel Peixoto, a equipe estava há dois à procura do homem, de 35 anos, que teve a prisão preventiva expedida pela Justiça. "Nossa equipe já havia ido no local, mas ele não estava lá. Hoje pela manhã, recebemos a informação de que ele havia voltado. O pai dele acobertava a conduta dele há anos." Segundo a delegada, o homem, que não tem o nome divulgado para preservar a identidade das vítimas, cometia os abusos desde os 14 anos. 

Com a prisão do homem, a delegada conta que o inquérito está quase concluído. Todas as vítimas já prestaram depoimento e falta apenas os laudos periciais para anexar aos documentos que seguem à Justiça. A filha do preso está acolhida na casa de uma prima. "O Conselho Tutelar tirou ela da mãe, pois a mulher, mesmo sabendo dos abusos, nunca fez denúncia. Ela sempre alegou medo", afirma Raquel. 

O preso foi levado para a Deam, onde deve ser ouvido ainda nesta sexta. Ele deve ser transferido para um presídio, assim que houver vaga no sistema.

Entenda o caso

O caso veio à tona após a filha do homem fugir de casa. Na ocasião, a mãe e o irmão foram junto. Em relato à Polícia, a adolescente disse que estava cansada dos abusos e buscou ajuda na casa da avó. Conforme a vítima, que pela primeira vez decidiu se defender, o pai passou as mãos entre as pernas dela. Empurrou o homem. Surpreso, ele deu um soco no rosto da filha e a segurou pelo braço. A jovem conseguiu correr até a cozinha, pegou uma faca para mostrar que não se entregaria e foi apressadamente para a rua, onde encontrou o irmão. Os dois foram se abrigar na casa da avó, que levou a neta à delegacia.

No depoimento, a adolescente contou que começou a ser estuprada pelo pai aos oito anos de idade. Lembrou que uma vizinha chegou a acionar o Conselho Tutelar. Na época a vítima negou, porque o homem ameaçava matá-la se contasse algo. A adolescente acrescentou que o caçula, hoje com sete anos, presenciou vários abusos do pai contra a irmã

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.