Publicidade
Acompanhe:
Notícias | Especial Coronavírus Decreto Municipal

Uso de máscaras nas ruas de São Leopoldo será obrigatório a partir desta quinta-feira

Determinação foi divulgada em novo decreto municipal, que também flexibiliza a abertura gradual do comércio, publicado na noite desta terça-feira

Última atualização: 29.04.2020 às 14:41

Prefeito Ary Vanazzi flexibiliza restrições em São Leopoldo Foto: Digue Cardoso/Comunicação Semae

Conforme o novo decreto publicado pelo prefeito Ary Vanazzi, a partir desta quinta-feira (30), o uso de máscaras nas ruas de São Leopoldo, de fabricação industrializada ou caseira, será obrigatório. Segundo o prefeito, haverá fiscalização pelas ruas. “Em princípio, ocorrerá uma orientação para quem não estiver usando. Se tiver que tomar uma medida mais dura, nós vamos tomar”, destaca.

Vanazzi ressaltou também que devem ser publicados dois editais para a aquisição de máscaras de proteção, produzidas por leopoldenses autônomos, com o objetivo de doá-las a pessoas em situação de vulnerabilidade social. “Vamos estabelecer um valor de mercado, para poder ter uma regra para que não seja aplicado um valor superior ao de mercado. Com isso, valorizamos também o comércio local”, afirma Vanazzi.

Flexibilização do comércio

A obrigatoriedade do uso de máscaras foi divulgado no Decreto Municipal 9.540, publicado nesta terça-feira, às vésperas do vencimento do decreto estadual que estabelece medidas de contenção e combate à pandemia de Covid-19. O novo decreto municipal também estabelece a abertura gradual e controlada dos estabelecimentos comerciais no Município a partir desta quarta-feira (29).

Neste momento, será liberado apenas o pequeno comércio, formado por Microempreendedores Individuais (MEIs) sediados em lojas com até 50 metros quadrados de área de atendimento. Esses estabelecimentos poderão atender, no máximo, dois clientes por vez, com uso obrigatório de máscara pelos funcionários e pelos consumidores, respeitando as medidas de higienização.


O texto reforça ainda as restrições estipuladas no transporte coletivo municipal. As aulas seguem suspensas até o dia 30 de maio.

Gatilho hospitalar

A flexibilização no Município conta com um gatilho de segurança. Caso a lotação dos leitos da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) para Covid-19 chegar a 70% de ocupação, as restrições serão retomadas. Atualmente o Hospital Centenário possui 40 leitos, destes 30 são leitos clínicos e 10 são de UTI, que possuem respiradores. “Criamos esse gatilho para que não tenhamos nenhum problema mais grave”, diz o prefeito.


Viabilidade

Vanazzi explica que as determinações estão diretamente relacionadas aos números da pandemia em São Leopoldo. “Estamos acompanhando a pandemia na cidade com base na estruturação técnica, na nossa capacidade de atendimento à população. Temos uma rede preparada, temos o Monte Alverne, que servirá de anexo ao Hospital Centenário. Dentro dessa estrutura que temos hoje, já podemos começar a mexer no nosso decreto”, afirma.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.