Notícias | Eleições 2020 Gravataí

Conheça as principais propostas dos candidatos à prefeitura

Seis nomes disputam as eleições municipais 2020

Por Shállon Teobaldo
Publicado em: 22.09.2020 às 15:47 Última atualização: 09.10.2020 às 12:20

Finalizadas na última semana, as convenções partidárias definiram seis nomes para a disputa pela prefeitura de Gravataí. Os candidatos aprovados para as eleições municipais 2020, que definirão prefeito e vice, além de vereadores, são: Anabel Lorenzi (Partido Democrático Trabalhista - PDT), tendo como vice Rosane Bordignon, colega de partido, Claiton Manfro (Partido Liberal - PL), que busca o mandato ao lado de Veroni Rauber, da mesma sigla, Dimas Costa (Partido Social Democrático - PSD), que tem como vice Evandro Soares (Democratas - DEM), Jairo Carneiro (Partido dos Trabalhadores - PT), ao lado de Patrícia Patisbel, também do PT, Luiz Zaffalon (Movimento Democrático Brasileiro - MDB), que disputa com o vice Dr. Levi (Republicanos) e Tamires Paveglio (Partido Socialismo e Liberdade - PSOL), tendo como vice Alan Camargo, companheiro de partido.

Até o dia 26 deste mês, as candidaturas devem ser registradas junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A partir do dia 27, as campanhas estão liberadas para fazer propaganda política, inclusive na internet. As votações estão marcadas para o dia 15 de novembro. Gravataí não tem segundo turno.

Conheça os candidatos e coligações

Anabel Lorenzi, candidata pelo PDT Foto: Divulgação
Prefeita: Anabel Lorenzi (Partido Democrático Trabalhista - PDT)
Vice: Rosane Massulo Bordignon (Partido Democrático Trabalhista - PDT)
Coligação: “Esperança que vem do Povo”, que inclui, além do PDT, as siglas Avante e Partido Comunista do Brasil (PCdoB)

“População será convidada a participar”

Formada em Letras, com mestrado em Literatura, Anabel é professora municipal e já exerceu os cargos de vereadora em Gravataí por dois mandatos. Além disso, também foi presidente da Câmara Municipal de Vereadores e Coordenadora Regional de Educação na 28º CRE. Se vencer, a candidata visa garantir qualidade de vida aos gravataienses. “Toda a população será convidada a participar e decidir junto conosco quais são as prioridades do município”, afirma ela. Pretende, ainda, investir nas áreas de saúde, educação e segurança pública, além de trabalhar para atrair novos investimentos e fortalecer os micro e pequenos empreendedores. Outra ideia é viabilizar a criação da Renda Básica Municipal permanente.

Claiton Manfro, candidato pelo PL Foto: Divulgação
Prefeito: Claiton Manfro (Partido Liberal - PL)
Vice: Veroni Rauber (Partido Liberal - PL)
Coligação: chapa pura, sem coligações

“Nem melhor, nem pior, apenas diferente”

Formado em Ciência Política, Claiton foi secretário de Governança e Comunicação de Gravataí e coordenador do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da cidade. Foi secretário da Cultura e Esporte de Cachoeirinha, onde instituiu diversos projetos. Se vencer, entre suas ideias, destaca a criação um programa de desenvolvimento municipal, qualificação das condições de trabalho dos servidores públicos, revisão da taxa de recolhimento de resíduos e do IPTU, acolhimento dos animais de rua e criação de um Disque 100 para situações de maus-tratos. Sobre o plano de governo, denomina o mesmo de simples, mas com roteiro para a realização de uma transformação. “Não é melhor, nem pior, é apenas diferente”, diz ele.

Dimas Costa, candidato pelo PSD Foto: Divulgação
Prefeito: Dimas Costa (Partido Social Democrático - PSD)
Vice: Evandro Soares (Democratas - DEM)
Coligação: “Toda Força para Gravataí”, que inclui, além do PSD e DEM, as siglas do Partido Verde (PV), Solidariedade, Patriota, Democracia Cristã (DC) e Partido Republicano de Ordem Social (PROS)

“O primeiro passo é dar segurança às pessoas”

Técnico em Segurança do Trabalho e Gestor Público, Dimas é pós-graduado em Gestão Estratégica de Pessoas. Eleito vereador em 2016 na cidade, foi proponente de mais de 50 projetos de lei na Câmara de Vereadores. Criador do ‘Mandato na Rua’, realizou mais de 200 edições do projeto em 8 anos. Se vencer, trabalhará em três eixos pós-pandemia: recuperação da economia, assistência social e saúde. “O primeiro passo é dar segurança às pessoas. Garantiremos um fundo para compra de vacinas contra a Covid-19”, comenta. Além disso, quer simplificar processos para criação e manutenção de micro e pequenas empresas e estimular o consumo local. Na educação, a prioridade é reduzir o déficit de 5 mil vagas infantis.

Jairo Carneiro, candidato pelo PT Foto: Divulgação
Prefeito: Jairo Carneiro (Partido dos Trabalhadores - PT)
Vice: Patrícia Patisbel (Partido dos Trabalhadores - PT)
Coligação: “Governo para toda a Cidade”, chapa pura, sem coligações

“Ampliação da participação popular nas decisões”

Eletrotécnico, Jairo iniciou sua atuação no movimento sindical ainda na adolescência. Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Porto Alegre até 1994, também se tornou presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) no mesmo ano. Em 2003, assume a presidência da Federação dos Metalúrgicos do Rio Grande do Sul. Se vencer, pretende consolidar a gestão democrática nas escolas, melhorar o acolhimento nos postos de saúde, implementar políticas de igualdade de gênero e raça, organizar a rede de serviços para mulheres em situação de violência e instalar energia renovável nas instituições públicas. “Queremos ampliar a participação popular, com modalidades virtuais e presenciais de consulta e decisão”, diz ele.

Luiz Zaffalon, candidato pelo MDB Foto: Gustavo Veiga/Divulgação
Prefeito: Luiz Zaffalon (Movimento Democrático Brasileiro - MDB)
Vice: Dr. Levi (Republicanos)
Coligação: “Gravataí não pode parar”, que inclui além de MDB e Republicanos, outras seis siglas: Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Progressistas (PP), Partido Socialista Brasileiro (PSB), Partido Social Liberal (PSL) e Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB)

“Continuidade à trajetória do governo Marco Alba”

Formado em Eletro e Telecomunicações e Sociologia, atuou na iniciativa privada por dez anos. Secretário de Estado Adjunto de Marco Alba durante o governo Yeda Crusius, foi também diretor presidente da Corsan. Foi secretário Geral de Governo, Habitação e Saneamento, Fazenda, Administração e Recursos Humanos, Governança e Comunicação de Gravataí. Se vencer, pretende ampliar o Hospital Dom João Becker e UBSs. Na educação, quer implementar o turno integral no ensino fundamental. Na agricultura, o objetivo é aumentar a produção de alimentos. “Vamos preservar a atual política de gestão fiscal, honrar os compromissos e garantir recursos para investimento. Vamos dar continuidade à trajetória de sucesso das ações do governo Marco Alba”, destaca.

Tamires Paveglio, candidata pelo PSOL Foto: Divulgação
Prefeita: Tamires Paveglio (Partido Socialismo e Liberdade - PSOL)
Vice: Alan Camargo (Partido Socialismo e Liberdade - PSOL)
Coligação: chapa pura, sem coligações

“Defendemos um governo que combata os privilégios”

Estudantes prounista de Psicologia, Tamires foi coordenadora do movimento Emancipa Mulher em Gravataí. Militante do movimento estudantil, é uma das lideranças do PSOL. A candidata atuou, ainda, na área da saúde, por meio do Programa Primeira Infância Melhor. Se vencer, pretende cortar 70% dos cargos de confiança e equiparar os salários da prefeita e vice com os de professores municipais em fim de carreira. Além disso, busca o orçamento participativo e parceria com movimentos sociais, cursos populares e associações. Quer criar um programa de microcrédito para geração de emprego e renda e atingir 100% das crianças na educação infantil. “Defendemos um governo que combata os privilégios e esteja presente nos bairros”, explica.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.