Publicidade
Notícias | Canoas Dia do Pão

O pão merece ser celebrado e saboreado

Hoje, Dia Mundial do Pão, o DC proporciona ao leitor uma verdadeira degustação dos mais variados tipos do alimento mais popular do mundo

Por Adriana Zottis e Bruna Aquino
Publicado em: 16.10.2020 às 08:59

Equipe levanta cedo e põe a mão na massa para preparar a grande estrela do café da manhã Foto: Paulo Pires/GES/PAULO PIRES/GES
Aquele cheirinho de pão recém-saído do forno beira o irresistível e dá água na boca, sem falar que perfuma o ambiente em padarias, cafés e mercados. Não tem jeito: o pão está presente em nossas vidas desde a infância e compõe a mesa das famílias, quase sempre diariamente. Hoje, Dia Mundial do Pão, o DC traz a você, leitor, uma reportagem especial sobre o alimento mais popular do mundo, compartilhando informações e curiosidades sobre esta delícia. O mais vendido em quantidade na Padaria Sant’Anna, no Centro, é o pão francês - com destaque para a farinha de trigo, que é a mesma usada desde o início das operações, há 29 anos, e especial para pães. Mas o estabelecimento oferece uma grande variedade, entre eles: ciabata, de batata, de aipim, australiano, centeio, integral, massinhas doces e até o inusitado pão de vinho com linguiça, que juntos representam uma produção diária de cerca de três mil unidades por dia. “Mantemos em média uma produção de 20 tipos de pães diferentes diariamente”, cita o proprietário, Luiz Fernando Santanna da Silva. A título de curiosidade, a cafeteria da padaria tem no cardápio mais de 90 tipos de lanches. Destes, 35 levam o pão francês.

Segundo o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (Abip), Paulo Menegueli, cada região do País e cada brasileiro tem um jeito único de comer o pão francês. “Seja com ovo, queijo, manteiga, leite condensado ou tantas outras maneiras que faz a gente feliz. O pãozinho branco, com um miolo úmido, revestido por aquela casca fina, dourada e levemente crocante, já ganhou o coração e a mesa dos brasileiros”, comenta. Para degustar hoje um bom cacetinho - apelido que virou referência para os gaúchos, a Abip lista algumas ideias que podem ser saboreadas para comemorar a data: com mortadela, com ovo, com presunto e queijo - ou só um ou outro, com linguiça, com geleia, com manteiga – na chapa, ou puro, para sentir o sabor único.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.