Publicidade
Cinemando

Memória do Oscar: Mel Gibson de 'saia' resgatou a tradição dos grandes épicos na telona

De cara pintada, Mel Gibson comandou o espetáculo com "Coração Valente" Foto: FOX/DIVULGAÇÃO
O astro Mel Gibson nunca foi dado a sutilezas. Durante uma entrevista concedida na metade dos anos 2000, Gibson disse que o medievo "Coração Valente" (1995) inspirou Steven Spielberg a imprimir realismo e sanguinolência nas cenas de batalha de "O Resgate do Soldado Ryan" (1998).

Mais que isso, falou também que a produção inspirou toda uma leva de filmes grandiosos que passaram a ser produzidos por Hollywood a partir do início dos anos 2000, como "Gladiador" (2000), "Troia" (2004), "Alexandre" (2004), "Rei Arthur" (2005), etc.

Conversa fiada ou não, fato é que a Academia de Ciências e Artes Cinematográficas de Hollywood se rendeu ao talento de Mel Gibson de trás das câmeras. "Coração Valente" recebeu cinco prêmios na cerimônia exibida em 1996, incluindo melhor filme e melhor diretor, para o próprio Gibson.

Até então, o astro das franquias "Mad Max" e "Máquina Mortífera" só havia rodado um filme discreto chamado "O Homem sem Face" (1993). Acabou surpreendendo a público e crítica ao vestir o kilt escocês e rodar sequências de batalha que estão entre as melhores e mais brutais da história do cinema.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.