Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
Saúde

Cuide bem de seus membros superiores

Cerca de 25% das lesões esportivas atingem a mão ou o punho e as fraturas nestas partes do corpo lideram o ranking de acidentes de trabalho no País
11/01/2019 23:19 15/01/2019 13:49

Dia após dia digitando textos e tabelas no computador ou se expondo àquele manuseio repetitivo no setor industrial, ações que, sem a orientação correta podem resultar no prejuízo da saúde do funcionário. Em 2017, segundo dados do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), fraturas nas mãos e nos punhos lideraram o ranking de acidentes de trabalho no Brasil, numa lista com 20 principais causas. Foram concedidos 55.668 benefícios a trabalhadores que precisaram ser afastados das suas atividades profissionais por mais de 15 dias por conta de um problema de saúde nesta região do corpo.

Além das fraturas, o topo da lista do INSS ainda incluía ferimentos do punho e da mão, fratura do antebraço e amputação traumática ao nível do punho e da mão. "Atendemos mais que 26% do total dos casos das lesões por acidente, sendo nossa especialidade é responsável pelo tratamento de 53.038, destes 196.754 casos registrados no Brasil", destaca o presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão (SBCM), Milton Pignataro.

idosos

Porém, não apenas o grupo de trabalhadores é mais propenso a lesões nas áreas das mãos, punhos e braços. O médico traumatologista e especialista em cirurgia da mão, Erik Carvalho, lembra que os idosos também merecem especial atenção por conta das alterações na massa óssea, decorrentes do envelhecimento, e a dificuldade de locomoção. "O ambiente pode ser propício a uma fratura. Se não há um tapete antiderrapante ou no banheiro não há suporte para que ele possa se levantar e sentar ou mesmo o piso é muito liso, tudo isso propicia que o idoso caia. Então este é um grupo de maior risco. Quando cai, nem todo idoso tem aquele reflexo de proteger o rosto. Normalmente ele estica a palma da mão para frente e assim ocorre a fratura", destaca.

Aos trabalhadores, o médico de Novo Hamburgo deixa algumas dicas para evitar lesões com exercícios para o dia a dia. "Alongar e fazer pausas breves durante o trabalho, manter uma postura correta e fazer atividades físicas ajudam na prevenção e no tratamento", cita.


Entenda os principais males

Tendinite

Sintomas: dor, edema localizado no tendão acometido, calor

Tratamento: gelo local, imobilização, analgesia

Bursite

Sintomas: dor na região acometida, com edema, vermelhidão e dor aos movimentos, sem envolver a articulação

Tratamento: analgesia, gelo, repouso, observação

Artrose

Sintomas: dor, inchaço na articulação, limitação de movimentos, desvio dos dedos

Tratamento: analgesia, gelo, repouso, fisioterapia, cirurgia

Túnel do carpo

Sintomas: dor, dormência noturna e diurna dos dedos da mão, exceto o dedo mínimo, choques nos dedos, perda força

Tratamento: imobilização noturna, analgesia, infiltração, fisioterapia, cirurgia

Túnel cubital

Sintomas: dor no cotovelo, medial (por dentro), dormência do dedo mínimo e dorso da mão, perda força para pinçar, além da garra dos dedos anular e mínimo

Tratamento: analgesia, fisioterapia, repouso, imobilização, cirurgia

 

Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE