Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Segundo turno

Humorista vence eleição presidencial na Ucrânia

Volodymyr Zelensky teve 73% dos votos
22/04/2019 08:17

Foto por: AFP
Descrição da foto: VITORIOSO: Zelensky derrotou atual presidente com 70% dos votos
O humorista Volodymyr Zelensky é o vencedor do segundo turno das eleições presidenciais na Ucrânia, realizado nesse domingo (21), com aproximadamente 73% dos votos. Assim ele desbancou o atual presidente, Petro Poroshenko, que obteve apenas 25%, segundo as pesquisas finais de boca de urna.

Poroshenko reconheceu logo a derrota, ao aceitar os resultados de boca de urna, acrescentando que deixará o cargo no próximo mês. "Quando vejo os resultados das pesquisas de boca de urna, são evidentes. É motivo para ligar para meu oponente e parabenizá-lo", comentou, mostrando-se disponível a apoiar o seu rival na transição: "Vou deixar o cargo, mas quero frisar firmemente que não vou deixar a política."

Zelensky, de 41 anos, alcançou um resultado histórico, dominando as urnas em todas as regiões do país, inclusive no oeste mais nacionalista. No leste, onde nasceu, sua vitória seria arrasadora, somando mais de 88% dos votos. Os resultados corroboraram as pesquisas realizadas durante a campanha eleitoral, que davam a Zelensky mais de dois terços dos votos.

"Obrigado a todos os ucranianos que me apoiaram. Obrigado a todos os ucranianos, onde quer que estejam. Prometo que não falharei com vocês", declarou o comediante em seu comitê, após os resultados das pesquisas serem divulgados.

*Com informações da Deutsche Welle (agência pública da Alemanha)

Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE