Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Dia triste na Arena

Nação gremista de luto pela perda do "Seu" Verardi

Antônio Carlos Verardi morreu nesta quarta-feira aos 84 anos e era superintendente de futebol e funcionário mais antigo do Grêmio
24/04/2019 21:30

Foto por: Lucas Uebel/Grêmio
Descrição da foto: Em 2018, dirigente lançou o livro "Seu Verardi e Grêmio: Uma História de Amor"
Após a festa pela vitória sobre o Libertad, no Paraguai, pela Libertadores da América, a nação tricolor viveu um dia triste na história do Grêmio. Antônio Carlos Verardi, o "Seu" Verardi, faleceu ontem, aos 84 anos de idade, vítima de um câncer. O superintendente de futebol dedicou 54 anos de vida ao clube, tornando-se o funcionário mais antigo e um dos principais personagens da equipe gaúcha. O velório ocorreu na Arena, em Porto Alegre, e o corpo do ex-dirigente foi cremado em cerimônia restrita à família.

Em nota oficial no seu site, o Grêmio referiu-se ao "Seu" Verardi como um ícone "adorado por atletas, dirigentes e colegas de trabalho por sua competência, fidalguia e discrição, "Seu" Verardi criou com o Grêmio uma identificação única, que se mistura com a própria história do clube." Na chegada à capital gaúcha, ontem, o técnico Renato Portaluppi falou sobre sua relação com Verardi. "Desde 1980, quando eu cheguei no Grêmio, ele foi um paizão para mim. É uma pessoa que todo mundo admirava. É uma pessoa que fez muita história no clube, que sem dúvida alguma vai fazer bastante falta", destacou.

tristeza

O ex-ponta-esquerda do Tricolor na década de 70, Loivo Johann, morador de Novo Hamburgo, lamentou o falecimento de Verardi. "Realmente hoje (ontem) é um dia muito triste para nós que perdemos uma pessoa que teve uma personalidade e honestidade muito grande. Seu Verardi foi um pai para muitos ex-atletas e atuais. É uma história linda que ele construiu, e é uma perda lamentável. Quando fui para o Grêmio, com 21 anos, ele me ajudou muito, mostrando o caminho certo. Que Deus o tenha, e com certeza ele tem um lugar muito especial", disse Loivo.

O comentarista da Rádio ABC e ex-preparador físico do Tricolor entre 1976/79, o professor Douglas Rocha, também falou sobre a perda de Verardi. "Ele cuidava de tudo desde a base aos profissionais. Era o primeiro a chegar e o último a sair. Foi um grande conciliador. É uma lenda que vai ficar para sempre na história do Grêmio", afirmou.

Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE