Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Força máxima

Renato descarta usar o time de transição no Gauchão

Treinador alterou a programação e o Grêmio não irá mais usar o time de transição no Estadual
09/01/2019 21:48

Foto por: Lucas Uebel/Grêmio
Descrição da foto: Técnico quer grupo principal no Estadual
Os médicos recomendaram uma semana de descanso, mas Renato Portaluppi já acompanhou o treino do Grêmio na terça-feira, um dia após receber alta do hospital, e nesta quarta-feira concedeu uma entrevista coletiva. Ele falou sobre a cirurgia cardíaca para corrigir uma arritmia e anunciou uma alteração no planejamento deste início de temporada. Ele garantiu que não irá utilizar o time de transição no Gauchão, iniciando o Estadual com os reservas da equipe principal.

"Coração valente, está sempre preparado. Estou seguindo as orientações do doutor Leandro (Zimmermann). Agradecer também ao doutor (Paulo) Rabaldo (do Grêmio), que esteve presente na cirurgia. Estou tranquilo, foi tudo bem na cirurgia. Estou pronto. Estou feliz. O que eu quero é trabalhar, não estou preocupado com meu coração, que está zerado. Até dia 20, na estreia (do Gauchão), tem bastante tempo e a recuperação vai estar 100%", afirmou o treinador, que deve comandar o time contra o Novo Hamburgo, no Estádio do Vale, pela primeira rodada do Estadual.

O comandante tricolor também disse que irá utilizar o time principal no Gauchão, dando oportunidade para os reservas atuarem. "Campeonato é campeonato. Título é Título. O Grêmio vai brigar para ser campeão gaúcho. A diretoria tinha um pensamento de colocar a transição nos primeiros jogos. Eu pedi para usar a equipe alternativa minha para começar o Gauchão", disse Renato. "Vou usar a equipe que começou muitos jogos na temporada passada, trocando algumas peças, claro, mas dando oportunidades. Vou pedir mais um tempo para a equipe que jogou mais jogos ano passado para dar mais tempo para a Libertadores", projetou o treinador.


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE