Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
1 a 0

Vitória dentro de casa para confirmar o G4

Grêmio supera o Corinthians e garante vaga na fase de grupos da Copa Libertadores
02/12/2018 21:30

Foto por: Lucas Uebel/Grêmio
Descrição da foto: Jogadores comemoram com Jael o gol que garantiu a vaga do Tricolor no G4 da competição
Clima de festa na despedida do Grêmio no ano com vitória neste domingo e vaga direta na Libertadores da América carimbada. Esse foi o prêmio do fechamento da temporada do Tricolor no Campeonato Brasileiro, em quarto com 66 pontos.

Jogando em casa diante de mais de 41 mil torcedores, a equipe derrotou o Corinthians pelo placar de 1 a 0. Com direito a primeiro tempo de luxo, dos comandados do Renato Portaluppi, a rede balançou aos 11 minutos do primeiro tempo. Maicon avançou pela direita cruzando a bola para o oportunista Jael se antecipar ao goleiro adversário marcando de cabeça. Ainda na primeira etapa, Everton comprovou que, de fato, atualmente é o grande destaque gremista. Em uma jogada de velocidade deixou para trás mais de três adversários finalizando junto à rede esquerda junto a rede após desviou na zaga. Outra oportunidade de gol aconteceu com Alisson de cabeça para fora.

Já na segunda etapa, as chances de gol ficaram mais escassas. O goleiro Paulo Vitor somente sujou o fardamento aos 6 minutos em defesa na única chegada mais perigosa dos visitantes. Cícero em situação de impedimento tocou de cabeça aos 9 minutos e a bola passou muito perto do gol. O ingresso de Douglas e aplaudida saída de Léo Moura, podem ter sido as despedidas de ambos com contrato a vencer.


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE