Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Mônica em campo

Tem clássico na hora do almoço

Família da zagueira gravataiense vai parar tudo para assistir a estrela da família
12/06/2019 15:43 12/06/2019 17:55


Foto por: CBF
Descrição da foto: No jogo de estreia, contra a Jamaica, Mônica foi a capitã da Seleção
Amanhã, na hora do almoço, a casa da dona Ana Lucia Hickmann, na Vila Cruzeiro, em Gravataí, estará de portas abertas para os amigos e parentes. Mas, com uma condição: que estejam com a camisa da Seleção e com muito pensamento positivo.

É que às 13h, a filha dela, a zagueira Mônica, estará novamente em campo pela Copa do Mundo, em Montpelier, na França. O Brasil encara a Austrália. O horário e o dia do jogo vão dificultar aquela festa que a família costuma fazer para acompanhar a Mônica, mas a dona Ana já tem o cardápio pronto para dar sorte: "Pipoca. Muita pipoca para acompanhar o jogo e torcer por ela e pelo tine todo", diz a mãe.

A dona Ana não é muito afeita a mandingas ou manias para dar sorte. Já acostumou com a rotina da filha. "Quem decide, no final, é o homem lá de cima".

Mas coração de mãe é diferente de torcedor comum. Todos os dias ela conversa com a filha, concentrada na França, e garante: "Elas estão muito unidas. O clima lá esta muito bom".

Desta vez, depois da estreia vitoriosa diante da Jamaica, a gravataiense Mônica não deverá estar com a faixa de capitã, mas será por um excelente motivo. É que a principal novidade na equipe comandada por Vadão, pelo que indicam os treinos dos últimos dias, será o retorno da craque Marta que, lesionada, esteve fora do primeiro jogo.

Ao contrário do futebol masculino, na Copa feminina, as australianas são as favoritas do grupo, mas estrearam com derrota para a Itália. O clima nesta quinta, no entanto, deve ter uma atmosfera diferente. Brasil e Austrália virou um clássico. Foram justamente estas rivais que eliminaram o Brasil nas oitavas de final do Canadá, em 2015, ao vencerem o jogo por 1 a 0. Já nas quartas de final da Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro, as brasileiras despacharam as australianas nos pênaltis.

Uma vitória do Brasil garantirá a classificação antecipada. Para a Austrália, só a vitória interessa para continuar respirando na competição. A partida terá transmissão pela Rede Globo e Sportv.

Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE