Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Agora está preso

Tentou matar a mulher a facadas na praia e veio tocar a vida no barzinho em Gravataí

Suspeito de 51 anos foi capturado em estabelecimento no bairro Santa Cruz nesta quarta-feira (15)
16/05/2019 11:08 16/05/2019 11:12


Foto por: Polícia Civil/Divulgação
Descrição da foto: Acabou no xilindró: suspeito de feminicídio com a cara na parede
A Polícia Civil prendeu, nesta quarta-feira (15), um homem que tentou matar a mulher a facadas no Balneário Santa Terezinha, em Imbé. O sujeito de 51 anos usou uma adaga para acertar vários golpes na mulher no que foi classificado pela polícia como uma tentativa de feminicídio. Logo depois do crime, ele fugiu e não foi mais visto. O delegado Antônio Carlos Ractz Jr, da Delegacia de Polícia (DP) de Imbé, conduziu a investigação, que terminou em Gravataí. É que a polícia descobriu que o agressor tocava um barzinho no bairro Santa Cruz.

O mandado de prisão preventiva fora garantido pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Tramandaí no início desta semana e coube aos agentes da Delegacia de Polícia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Gravataí executar a prisão na tarde desta quarta. "Ele nem estava escondido, nem nada", conta a delegada Jeiselaure de Souza. "Estava tocando um barzinho bem tranquilo, como se nada tivesse acontecido."

Segundo a investigação, a tentativa de assassinato fora o ponto mais grave de uma relação movida a brigas, injúrias e agressões de longa data contra a vítima. A violência sofrida pela mulher não era só física, mas também moral e psicológica, de acordo com a polícia.

Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE