Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Sem novas informações

Conversa entre Sindicato e GM deve seguir nesta segunda-feira

Sindicato de Gravataí teve primeira reunião no último sábado e deve falar nesta segunda
28/01/2019 09:27 28/01/2019 09:27

Foto por: GES-Especial
Descrição da foto: Fábrica da GM de Gravataí seria uma das que poderiam ser fechadas
A General Motors e o Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí (Sinmgra) tiveram a sua primeira reunião no último sábado, dia 26, e o encontro deve seguir nesta segunda-feira. De acordo com Valcir Ascari, presidente do Sinmgra, são muitos os pontos a serem debatidos e, por este motivo, foi necessário dar continuidade às negociações hoje. “Nós não queremos adiantar o que estamos falando enquanto não houver um posicionamento concluído. Vamos sentar para uma nova rodada de negociações na segunda-feira e depois pretendemos divulgar aos trabalhadores e também para a imprensa o que foi dito”, disse Ascari na tarde de sábado.

Um dos motivos do encontro é o comunicado divulgado no dia 18 de janeiro em que a companhia dizia poder rever a sua presença na América do Sul, por, segundo o presidente da GM Mercosul Carlos Zarlenga, a GM não estar sendo lucrativa.

Em Gravataí, a GM emprega cerca de 2,6 mil funcionários, além de outros seis mil das sistemistas que ficam no complexo. Desde que surgiu este comunicado, o clima é de apreensão entre os trabalhadores principalmente porque por aqui ainda não foi realizada a conversa com a direção, como já aconteceu em São Paulo.

Prefeito participa

O prefeito Marco Alba participará na manhã desta segunda-feira, 28, na sede da General Motors em Gravataí, de reunião por videoconferência com o presidente da montadora no Mercosul, Carlos Zarlenga, o vice-presidente da companhia no Brasil, Carlos Munhoz, e com representante do Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí, sobre a estratégia da empresa para a América Latina, Brasil e Gravataí.

Em entrevista na última semana, o secretário da Fazenda, Davi Keller Severgnini, disse que a General Motors, junto com as sistemistas, é responsável por 50% da arrecadação de ICMS do município. Somente o PIB do ano passado foi de R$ 3 bilhões. O município vê com apreensão a possível saída da montadora da cidade, mas tem cautela em fazer qualquer julgamento, por este motivo, o prefeito fará a viagem.

Já a GM, através da sua assessoria de imprensa, informou que não irá se manifestar sobre o assunto.

A reunião em São Paulo

Na terça-feira, dia 22, executivos da GM no Brasil e sindicalistas se reuniram em São Paulo para falar do momento vivido pela montadora. Na conversa, os executivos disseram que a empresa pretende negociar com o governo, fornecedores e os próprios sindicatos para realizar novos investimentos no País, segundo informações do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos.

O sindicato de São José dos Campos se posicionou contra qualquer plano que envolva demissões e flexibilização de direitos e afirmou na reunião que está aberto a negociações para garantir empregos, salários e direitos. Uma das reivindicações defendidas pelo sindicato foi a garantia de estabilidade no emprego para todos na fábrica. Hoje, segundo o sindicato, a GM de São José dos Campos emprega cerca de 4,8 mil pessoas.

“Somos contra a reestruturação e não aceitaremos que os trabalhadores paguem esta conta com seus empregos. A GM é líder de mercado e não há qualquer motivo que justifique o fechamento de fábricas, como vem sendo anunciado”, afirmou o vice-presidente do Sindicato, Renato Almeida.


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE