Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Marselha

Bombeiros fazem buscas por desaparecidos após queda de dois edifícios na França

Autoridades confirmaram a morte de uma pessoa e outras oitos ainda não foram localizadas
06/11/2018 10:00 06/11/2018 10:01

Foto por: Gerard Julien/AFP
Descrição da foto: Bombeiros fazem buscas após prédio desabar em Marselha, no sul da França, na segunda-feira (5)
O corpo de homem foi encontrado nesta terça-feira (6), dia seguinte à queda de dois prédios em Marselha, no sudeste da França, e as autoridades temem que até oito pessoas tenham morrido nesta catástrofe.

"Acabamos de descobrir o corpo de um homem sob os escombros", anunciou nesta terça-feira pela manhã a procuradora de Marselha, Xavier Tarabeux, presente no local da tragédia.

Os socorristas trabalharam toda a noite para buscar eventuais vítimas entre os escombros dos dois edifícios que colapsaram repentinamente na noite de segunda-feira pela manhã, em pleno centro desta cidade portuária mediterrânea.

O ministro do Interior francês, Christophe Castaner, que viajou a Marselha após o acidente, disse que há entre 5 e 8 pessoas desaparecidas, que podem estar sepultadas sob os escombros.

"Durante as primeiras operações de remoção encontramos alguns bolsões de ar, o que significa que ainda temos esperança de encontrar e identificar sobreviventes", acrescentou o ministro.

Entre as pessoas desaparecidas está uma mulher que não foi buscar sua filha na escola e outra que "não saía nunca de casa", informou o presidente da região Provence-Alpes-Costa Azul, Renaud Muselier.

Vários testemunhas relataram à AFP a possível presença de pessoas nos prédios no momento da queda.

Um terceiro edifício, contíguo, caiu parcialmente à tarde.


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE