Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Libertadores

Bolzan dispara contra Conmebol e cogita tirar Grêmio do fair-play

Punição branda ao técnico do River Plate segue gerando reclamações dos dirigentes tricolores
04/11/2018 20:34 04/11/2018 20:34

Foto por: Lucas Uebel/Grêmio
Descrição da foto: Em julgamento, Conmebol manteve River na final e Grêmio fora da competição
A decisão da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) de punir o técnico do River Plate, Marcelo Gallardo, com quatro jogos de suspensão e multa de 50 mil dólares por ter usado comunicação e ido aos vestiários – mesmo estando suspenso – na semifinal da Libertadores provocou a indignação entre os gremistas. O presidente tricolor, Romildo Bolzan Júnior, criticou a entidade. “É uma desmoralização do futebol sul-americano. Houve uma afronta descarada e nada foi feito. Esta é a coisa mais grave. A Conmebol se apequenou. É uma pena. Vou mandar um ofício pedindo para retirar o nome do Grêmio do documento de fair-play assinado pelos quatro semifinalistas. Vamos estudar se iremos recorrer”, declarou.

O clube ainda se manifestou oficialmente pelo microblog Twitter. “Agradecemos à nossa torcida, incansável em nossa defesa nas redes sociais! Reafirmamos nosso compromisso com respeito às instituições, à palavra acordada, às regras do fair play, como a
única forma de garantir a lisura do futebol, especialmente, ao sul-americano. Somos copeiros, lutadores e corretos! Seguiremos em frente, juntos como sempre estivemos! Obrigado!”, consta em duas postagens.

Diretor do departamento jurídico do Grêmio, Nestor Hein concedeu entrevista no domingo para uma rádio de Porto Alegre e confirmou que o clube deve ingressar com um recurso à Câmara de Apelações, mas sem qualquer expectativa de alcançar uma reversão da sentença. “É um recurso apenas para que não se diga que o Grêmio não foi cuidadoso até o final. Mas eu não tenho nenhuma esperança”, disse.

AZUIS
O zagueiro argentino Kannemann fez um exame de imagem que detectou um edema na coxa esquerda. Por isso, sua escalação para a próxima rodada do Brasileirão é uma incógnita.

O Grêmio recebe o Vasco, às 17 horas de domingo, na Arena.


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE