Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Fiscalização no trânsito

Viagem Segura de Aparecida ocorre de quinta-feira a domingo

Atuarão em conjunto órgãos de segurança e de fiscalização de trânsito, entre outros
09/10/2018 18:13 09/10/2018 18:14

Foto por: Detran-RS/Divulgação
Descrição da foto: A análise dos acidentes fatais decorrentes dos feriados de Nossa Senhora Aparecida (2007-2017) aponta que a média de mortes foi de 6,3 por dia
A operação Viagem Segura para o feriado de Nossa Senhora Aparecida, que este ano se estende por quatro dias, ocorre da zero hora desta quinta-feira (11) até a meia-noite de domingo (14).

Polícia Rodoviária Federal, Detran-RS, Polícia Civil, Brigada Militar e Comando Rodoviário da BM estarão mobilizados durante o feriado. Em Porto Alegre, como já é de costume, acontece a Megablitz na quinta (11). A ação soma os esforços da Polícia Civil e dos agentes da Balada Segura à operação.

A análise dos acidentes fatais decorrentes dos feriados de Nossa Senhora Aparecida (2007-2017) aponta que a média de mortes foi de 6,3 por dia, menor que a média geral dos finais de semana, que é de 7,2 mortes por dia. Isso representa que a cada três horas e 35 minutos uma pessoa perde a vida no trânsito do RS nesse feriado.

Ano passado foram 19 mortes

No ano passado, como o Doze de Outubro caiu numa quinta-feira, a operação durou cinco dias, contabilizando 19 mortes, com uma média de 3,8 por dia. Mas foi em 2016 que a média histórica foi a maior. O feriado naquele ano caiu em uma quarta-feira e a operação durou apenas 24 horas, com 12 vidas perdidas.

Nos últimos dez anos, 52% das mortes ocorreram em rodovias e concentraram-se nos dias de ida e nos intermediários, no turno da noite. Recomenda-se um cuidado redobrado nesses dias e horários. Os municípios que registraram maior número de vítimas fatais foram Porto Alegre (17), Pelotas (9), São Leopoldo (7), Alvorada, Novo Hamburgo e Gravataí (com 6 cada).

Sobre a Viagem Segura

Também atuam como parceiros na Viagem Segura órgãos de trânsito municipais (EPTC em Porto Alegre), ANTT, DNIT, Cetran/RS, DAER, EGR, Metroplan, Famurs e representantes da sociedade civil organizada, como o Lions Club.

As 93 edições da Viagem Segura desenvolvidas até agora contabilizam mais de 5,4 milhões de veículos fiscalizados e 210 mil testes de etilômetro. Foram registradas mais de 962,9 mil infrações, das quais 19 mil autuações por embriaguez, incluindo as recusas ao teste do bafômetro. A fiscalização também recolheu 89,9 mil veículos e 24,6 mil CNHs.


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE