Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Libertadores

Grêmio pedirá a Conmebol pontos de partida contra o River

Time argentino descumpriu medida que punia treinador Marcelo Gallardo
31/10/2018 12:57 31/10/2018 13:20

Foto por: NELSON ALMEIDA/AFP
Descrição da foto: Uso do VAR causou polêmica no final do jogo entre Grêmio e River
O Grêmio ainda respira uma ponta de esperança de estar na final da Libertadores. A derrota na noite de ontem para o River Plate, na Arena, teve descumprimento de uma punição aplicada ao treinador Marcelo Gallardo, que estava suspenso, pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), e não podia se comunicar com os jogadores. O técnico, entretanto, se comunicou, via rádio, com seu auxiliar Matías Biscay e ainda esteve no vestiário conversando com os atletas durante o intervalo. Neste momento, a partida estava 1 a 0 para o Grêmio.

"É uma questão muito séria, pois atinge o regulamento da Conmebol, e o Gallardo teve influência decisiva no jogo. Ele estava punido e ingressou no vestiário. No final, concedeu entrevista dizendo que não estava arrependido e que faria de novo", afirmou o vice jurídico do Grêmio, Nestor Hein, em entrevista à Rádio Guaíba na manhã desta quarta-feira (31). 

Gallardo foi suspenso na véspera do confronto por ter atrasado o reinício do jogo de ida, em Buenos Aires.

Hein afirmou que a direção gremista prepara um documento para pedir a reversão dos pontos contra o time argentino. "Há regras ou não há? Vamos recorrer e achamos que temos possibilidades, pois estamos levando casos similares onde houve perda de pontos. São interesses extracampos, mas não menos fundamentais, pois no futebol não se pode priorizar a malandragem e os desvios como os do Gallardo", destacou Hein, destacando o a situação do Santos que teve o resultado da partida contra o Independiente, nas oitavas de final, invertido já que a Conmebol considerou irregular a escalação do meio-campista Carlos Sánchez.

 O Grêmio tem 24 horas, desde o horário do término do jogo, para apresentar uma reclamação à Conmebol. No início da tarde de hoje, em nota em seu site oficial, o Tricolor confirmou que fará o ajuizamento na Conmebol e afirmou ainda que uma comitiva, liderada pelo presidente Romildo Bolzan, embarca nesta tarde para Assunção para protocolar reclamação e manter reuniões com autoridades da entidade.

Confira a nota na íntegra:


O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, após os episódios ocorridos no jogo da última terça-feira contra o River Plate, valendo classificação à final da Conmebol Libertadores da América, de flagrante desrespeito aos princípios éticos estabelecidos pelo fair play, vem a público se manifestar com o que segue.

Em reunião extraordinária do Conselho de Administração realizada ao final da manhã desta quarta-feira, na Arena, o Grêmio decidiu ajuizar reclamação por descumprimento do regulamento geral da competição e do regulamento disciplinar, em face da participação irregular do treinador do River Plate no vestiário durante o intervalo para instruções aos atletas do seu clube, assim como por meio de comunicação por rádio com seu auxiliar - estando ele suspenso pela Conmebol. A tipificação do fato está devidamente comprovada no artigo 176 do regulamento geral da competição e artigos 19, 56 e 76 do regulamento disciplinar da Conmebol.

Além disso, o primeiro gol do River Plate ocorreu em condição irregular, sem qualquer participação ou interferência do VAR, embora constatada a ilicitude. A Conmebol, antecipadamente aos jogos das semifinais, reuniu os clubes em sua sede e estabeleceu o fair play com vistas às disputas. Na ocasião, obteve concordância de todos os clubes em competir de forma limpa, cumprindo as regras do jogo, o que motiva o Grêmio a tomar suas providências.

Em face disso, uma comitiva liderada pelo presidente Romildo Bolzan embarca nesta tarde para Assunção para protocolar reclamação e manter reuniões com autoridades da entidade.


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE