Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Cinema

O Grande Circo Místico é escolhido para representar o Brasil no Oscar

O longa-metragem foi escolhido entre 23 possíveis candidatos
11/09/2018 15:27 11/09/2018 15:36

Foto por: Facebook/Reprodução
Descrição da foto: O Grande Circo Místico, filme de Cacá Diegues
O filme O Grande Circo Místico, de Cacá Diegues, foi anunciado nesta terça-feira (11) como representante brasileiro na disputa pelo Oscar. Entre os pontos fortes da produção apontados pela comissão de seleção estão a força poética e a presença da música brasileira. "O mundo está precisando de um pouco de poesia, de um pouco de magia", enfatizou a presidente do grupo, Lucy Barreto. O longa-metragem foi escolhido entre 23 possíveis candidatos.

O filme conta a história de cinco gerações de uma família proprietária de um circo a partir do olhar de Celavi, um mestre de cerimônias que não envelhece. A narrativa mistura elementos fantásticos com realismo. Estão no elenco os atores Jesuíta Barbosa, Mariana Ximenes, Bruna Linzmeyer, Rafael Lozano, Catherine Mouchet, Antônio Fagundes e Vincent Cassel. O roteiro é uma parceria entre Diegues e George Moura. A Globo Filmes é coprodutora do longa. 

A comissão também destacou que são levados em consideração aspectos como premiações anteriores do filme, repercussão e os critérios do próprio juri do Oscar. O secretário do Audiovisual do Ministério da Cultura, Frederico Mascarenhas, disse que o filme receberá um apoio de R$ 200 mil para fazer a divulgação no exterior e melhorar as chances na competição do Oscar.

ABL

O diretor Cacá Diegues foi eleito há pouco mais de uma semana para ocupar a cadeira de número 7 de Academia Brasileira de Letras. Nascido em 19 de maio de 1940, em Maceió, ele é um dos fundadores do Cinema Novo. A maioria dos 18 filmes que realizou foi selecionada por grandes festivais internacionais, como Cannes, Veneza, Berlim, Nova York e Toronto, e exibida comercialmente na Europa, nos Estados Unidos e na América Latina, o que o torna um dos realizadores brasileiros mais conhecidos no mundo.


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE