Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Até domingo

Operação Viagem Segura de Dia dos Pais começa nesta sexta-feira

A operação reúne órgãos de fiscalização para prevenir acidentes nos feriados e principais datas comemorativas do ano
09/08/2018 14:34 09/08/2018 14:40

Palácio Piratini/Divulgação
Prudência nas estradas pode evitar diversos acidentes em datas comemorativas
Começa a partir da zero hora desta sexta-feira (10), a 91ª edição da Operação Viagem Segura. A fiscalização se estende por três dias, até a meia-noite de domingo (12). O Dia dos Pais movimenta muita gente que se desloca pelas estradas do interior do Estado. 

Uma análise do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul (Detran/RS) aponta que o Dia dos Pais ocupa a segunda posição no ranking de acidentalidade em feriados e datas festivas, com média de 7,2 óbitos por dia de Operação Viagem Segura, atrás apenas do Dia das Mães (8,3 óbitos/dia).

Uma análise da data nos últimos 11 anos aponta um pico de acidentalidade fatal em 2012, quando morreram 33 pessoas em três dias. A menor média histórica foi em 2016 (3,3 mortes/dia), mas voltou a subir em 2017 (média de 8,7 mortes/dia). Nos últimos dez anos, 236 vidas foram perdidas no fim de semana de Dia dos Pais.

Quando se observa a distribuição das mortes pelos três dias de deslocamentos (sextas, sábados e domingos) de 2007 a 2017, destaca-se o sábado como o período de maior concentração de mortes – 9,3 em média, contra 6,2 na sexta-feira, e 8,1 no próprio domingo. A noite concentra a acidentalidade fatal nos três dias, superando as manhãs, tardes e madrugadas por larga margem.

Essas mortes aconteceram predominantemente nas rodovias (71%), sendo 40% em federais e 31% em estaduais. Vinte e uma vidas foram perdidas no município de Porto Alegre. Passo Fundo também foi destaque negativo nesse ranking, com 14 óbitos, seguido por Rio Grande e Pelotas, com oito mortes cada um. Dentre as rodovias, as que registraram maior acidentalidade fatal foram a BR 116 (20 óbitos), a BR 386 e a BR 290 (18 óbitos cada uma) e a BR 285 (17 óbitos).

Sobre a Viagem Segura

Um dos principais programas de segurança no trânsito do Estado, a Operação Viagem Segura reúne órgãos de fiscalização e instituições parceiras para prevenir acidentes nos feriados e principais datas comemorativas. Polícia Rodoviária Federal (PRF), Brigada Militar (BM), Comando Rodoviário da BM (CRBM), DetranRS e Polícia Civil reforçam a fiscalização e promovem ações de conscientização com o apoio da ANTT, DNIT, Cetran/RS, DAER, EGR, Metroplan e Famurs, além de representantes da sociedade civil organizada, como o Lions Club e o Instituto Zero Acidente.

Desde o feriado de Proclamação da Republica de 2011 já foram realizadas 90 operações, com mais de 5,3 milhões de veículos fiscalizados e 200,9 mil testes de etilômetro realizados. Foram registradas mais de 939,5 mil infrações, sendo 18,5 mil autuações por embriaguez, incluindo as recusas ao teste do bafômetro. A fiscalização também recolheu 88,6 mil veículos e mais de 24,1 mil CNHs.


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE