Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Suspeitas

Venda de ações do Banrisul deve ser investigada pela Polícia Federal

MPF fez denúncia nesta segunda-feira
09/07/2018 21:45 09/07/2018 21:46

O Ministério Público Ferderal (MPF) pediu à Polícia Federal que a venda de ações do Banrisul seja investigada. As informações são do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre e Região (SindBancários), que fez a denúncia ao MPF junto com a Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Instituições Financeiras do Rio Grande do Sul (Fetrafi-RS). Ainda de acordo com o SindBancários, o pedido de abertura de inquérito se deu a partir de “indícios da prática de crimes contra o mercado de capitais.” O MPF estaria pedindo à Polícia Federal que busque provas para estruturar um inquérito dentro do próprio órgão federal.

A denúncia do SindBancários e da Fetrafi-RS é sobre possível prática de Inside Trading (direcionamento com uso de informação privilegiada) na venda de ações do pregão de 27 de abril. Nesta data, foram vendidos 2,9 milhões de ações ordinárias com direito a voto. Os papeis foram negociadas por R$ 17,65, preço mínimo que seria cerca de 31% inferior ao preço médio dos papéis do Banrisul no dia anterior, conforme dados do Sindicato. A transação rendeu R$ 52,5 milhões. O problema, segundo a denúncia, é que não aconteceu divulgação de fato relevante com aviso antecipado da venda dos papéis – o que teria surpreendido parte do mercado financeiro.


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE