Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Comércio

Sinaleiras cheias de verde e amarelo

Ambulantes estão apostando na atuação da Seleção Brasileira para melhorar as vendas de produtos da Copa
12/06/2018 10:28 12/06/2018 10:28


Fernando Lopes/GES
Aposta de boas vendas das camisas da seleção
As vendas ainda estão muito tímidas e a maioria dos comércios não parece estar apostando muito nos artigos que remetam a Copa do Mundo. Na região, o que mais se vê são ambulantes em pontos estratégicos da cidade vendendo bandeiras e camisas da Seleção Brasileira. Eles reclamam que as vendas ainda estão baixas.

Segundo o paulista Felipe Rocha, 23 anos, que está desde o início do mês em Gravataí para vender, a procura ainda está muito pequena. “Tenho material pra vender umas 200 camisas por dia, mas até agora, a média é só 10% disso.” Ele revela que aposta na vitória do Brasil no primeiro jogo, para começar a faturar. Os valores das camisas custam de R$ 35 as infantis, até R$ 90 as polos. Já as bandeiras, custam R$ 50. “Vim de São Paulo pra cá porque na final da Libertadores do Grêmio, ano passado, apostei, vim e vendi bem. Espero que na Copa seja igual.”

Já Odacir Rufino, 45 anos, comenta que é a crise na política e no bolso das pessoas que está dificultando as vendas de produtos para a Copa. “O pessoal não está tão empolgado este ano. Não se fala muito e não se vê entusiasmo”, revela o vendedor, que também espera que o início dos jogos aumente a procura.

Acreditando que vai dar...

O aposentado Adair Alves, 64 anos, exibia na tarde de ontem a sua camisa polo da Seleção brasileira, comprada em um ponto de rua. “Comprei porque gostei muito da camisa e porque acredito no nosso futebol.” Ele revela que esta é a primeira camisa que compra e que a está vestindo com orgulho. “Acredito muito que temos chance de vencer. Aquele 7 a 1 não irá mais se repetir”, comenta.

... Para assistir aos jogos

Nos dias de jogos da Seleção, (nesta primeira fase são dia 17, Brasil e Suíça, às 15 horas - dia 22, Brasil e Costa Rica, 9h - e dia 27, Brasil e Sérvia, às 15h) o Shopping do Vale terá um telão na Praça de Alimentação para quem quiser assistir. No momento da partida, as lojas poderão fechar suas portas para assistir, retornando o atendimento normal logo após.


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE