Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
Exame

Gotas de sangue ajudam a avaliar carências do organismo

Teste mostra, ao vivo, resultados da qualidade da alimentação do paciente
17/05/2018 11:43 17/05/2018 11:45

Divulgação
De perto: ao lado da bióloga, paciente visualiza suas células
Ok, você pode realizar um teste de sangue comum, o hemograma, e conhecer um pouco mais sobre sua condição de saúde a partir da medição dos níveis dos glóbulos vermelhos (hemácias), glóbulos brancos (leucócitos) e plaquetas. Mas, imagine com apenas duas gotas de sangue ter uma avaliação, lado a lado com o pesquisador, de detalhes importantes em sua conduta alimentar? Este é o objetivo do Exame de Análise Nutricional e Funcional Celular.

“Ele mostra ao paciente a importância da mudança em seu hábito alimentar, além de verificar a efetividade das orientações nutricionais. Diversos fatores de risco são identificados antes do paciente começar a apresentar os sintomas, indicando uma averiguação mais profunda que pode auxiliar no diagnóstico e na definição de tratamento adequado para cada paciente, melhorando a sua qualidade de vida”, explica a bióloga e doutora em Genética e Biologia Molecular, Tatiana Bressel.

As duas gotas são retiradas do dedo mínimo do paciente e a amostra é colocada em um microscópio de alta resolução. O paciente acompanha a análise de seu sangue ao vivo, em um computador. “Assim se obtém informações sobre condições relacionadas com distúrbios do aparelho digestivo e função hepática, riscos cardiovasculares, distúrbios do sistema imunológico, indicadores de função renal e deficiências em vitaminas e minerais, além infecções e inflamações”, informa.

A partir daí, o paciente recebe orientação e realiza um novo exame quatro meses depois para avaliar a efetividade das mudanças de hábito e intervenções realizadas, numa revisão de suas escolhas nutricionais. Depois disso, costuma repetir uma vez por ano, para acompanhar a saúde.

Na região

Neste ano, 98 pacientes de Novo Hamburgo passaram pelo procedimento com a bióloga. “Como o paciente que vem realizar o exame está em busca de qualidade de vida, muitos aspectos são levados em conta, como por exemplo a prática de exercícios físicos regulares, hidratação adequada, manejo do estresse, entre outros. Esta análise não substitui os exames convencionais, serve como um complemento para auxiliar na tomada de decisão de tratamentos ou investigações mais profundas sobre algum aspecto observado no exame”, observa a doutora.

Diferenciando os exames

Tatiana esclarece que os dois testes se complementam, mas o Exame de Análise Nutricional e Funcional Celular revela combinações que às vezes não são analisadas no hemograma comum. “Neste exame, o paciente acompanha o que está acontecendo, visualizando as suas células ao vivo. Os exames bioquímicos avaliam o que tem no plasma e nem sempre revelam o que está acontecendo nas células. Em biologia, forma e função estão intimamente ligadas. Vou dar um exemplo: se observamos hemácias com tamanho maior que o usual (macrocíticas) e neutrófilos hipersegmentados sabemos que isso pode estar relacionado com deficiência de vitamina B12 e ácido fólico. Alguns pacientes apresentam esta característica e, no hemograma tradicional, a dosagem no plasma destas vitaminas apresentava valores normais. Desta forma, conseguimos identificar uma deficiência para as células mesmo possuindo a vitamina no plasma, talvez as células deste paciente tenham uma dificuldade de metabolizar estas vitaminas ou necessitem de concentrações mais elevadas”, explica.


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE