Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
Nariz entupido

Lavagem nasal com soro é indicada só em alguns casos; entenda

Alergista Bayard Mercio Feltes explica que a prática deve ser observada com cuidado
07/05/2018 10:45 08/05/2018 13:19

Milhares de vídeos circulando pelas redes sociais dão as mais variadas dicas para a lavagem nasal, especialmente das crianças. O médico alergista Bayard Mercio Feltes explica que a prática deve ser observada com cuidado.

“Quando está com secreção infectada, carregado, aí vale a pena lavar o nariz com soro fisiológico. Para as pessoas que trabalham em local onde o ar é mais poluído é sempre positivo lavar o nariz no fim do dia. Agora vejo muito modismo, de lavar duas ou três vezes ao dia aí usar mais um remédio para a rinite. Use só a medicação preventiva então, que é tão fraca que deve ser usada todos os dias; dois dias sem usar já perde o efeito preventivo", afirma.

O médico ainda ressalta que "a lavagem não é um tratamento para a alergia, serve para limpar e acalmar a mucosa nasal. Quando a pessoa está com pigarro, pega o soro, pinga no nariz e deixa escorrer. Lavagens nasais devem ser feitas, ajudam a aliviar a irritação, mas não todo dia quando o nariz está bem”, explica.

Veja aqui reportagem completa sobre alergias respiratórias.


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE