Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Com calor, não se vende

Para aquecer as vendas

Comerciantes esperam pela baixa nas temperaturas para saída de roupas de inverno
16/04/2018 09:31 16/04/2018 09:31


Fernando Lopes/GES-Especial
Roupas e acessórios seguem com pouca saída
É outono, mas não nos termômetros. As temperaturas altas que estão dominando o mês de abril espantam os clientes das lojas que buscam pelas roupas de inverno. De acordo com José Rosa, presidente do Sindilojas Gravataí, os lojistas estão no aguardo da baixa das temperaturas para aquecer as vendas. “Acreditamos que agora que deu uma chuva e ficou um pouco mais fresco, as pessoas saiam às compras. Estamos esperando com bastante ansiedade a chegada deste clima. Março foi razoável de vendas, mas abril está sendo ruim porque o calor está acima dos 30 graus. Nesta época já seria o que chamam de meia estação, o que nos faria buscar a venda das mangas longas e dos produtos que já estão nas prateleiras e que ainda não estão saindo”, afirma.

Rosa afirma que em conversa com os lojistas há bastante reclamação. “Precisa esfriar para o movimento das lojas voltar. Já temos o problema da economia, mas quando acontece a mudança de temperatura, as pessoas sempre compram alguma coisa. Do jeito que está ninguém entra nas lojas”, acrescenta.

É assim que se sente a gerente Luciana Santos, de uma loja de roupas da parada 66 em Gravataí. “O movimento ainda está baixo. Esperamos que melhore.” Não há diferença em Cachoeirinha. Em uma loja da parada 52, as araras estão cheias de casacos, blusas e artigos de inverno. A dona de casa Bruna Freitas era uma das poucas a comprar uma blusa. “Vou para a Serra no final de semana. É a primeira roupa um pouco mais quente que compro neste ano. Estou aproveitando as liquidações de verão ainda”, conta.

Aposta no Dia das Mães

A gerente da loja da parada 52, Fernanda Garcia acredita que a partir de agora as vendas comecem a melhorar em função do Dia das Mães. “É a nossa expectativa. Além da baixa da temperatura, agora começa a preparação para esta data, que é uma das principais para a gente. Mesmo que as pessoas deixem para os últimos dias, esperamos que se consiga recuperar um pouco das vendas de abril com os presentes dos filhos e também com as roupas de frio”, garante.

Para incentivar as compras, o Sindilojas de Gravataí já prepara uma campanha especial do Dia das Mães. “Vamos ter um tema especial que convide os clientes a irem às compras. Nosso desejo é fazer com que as lojas invistam na data para sair da crise. O tempo, ou melhor, a temperatura é fundamental para que as vendas ocorram. Vamos torcer para que agora as médias fiquem mais baixas e as pessoas sintam aquela vontade de renovar o seu guarda-roupa”, finaliza. A mesma expectativa tem a gerente da parada 66. “Que venha logo esse frio e as pessoas sintam vontade de comprar”, torce.


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE