Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Balanço parcial

Pelo menos 17 morrem no trânsito durante o feriadão de carnaval

Balanço leva em conta os quatro primeiros dias de fiscalização intensificada das policias
14/02/2018 08:11 14/02/2018 08:12

PRF/Divulgação
Acidente na BR-116, em Tapes, resultou na morte de moradora de Parobé
Com milhares de infrações registradas e um alto número de mortes, os primeiros dias do feriadão do carnaval foram de violência no trânsito. Apenas entre o início da sexta-feira, 9, e o fim da segunda-feira, 12, dezessete pessoas morreram nas estradas do Rio Grande do Sul.

O número já é superior à metade do total registrado no ano passado, quando 29 pessoas morreram, sendo que este último dado inclui, além dos óbitos em colisões no local, as mortes em até 30 dias após os acidentes. No total, nestes quatro dias foram registradas 13.745 infrações nas rodovias estaduais e federais.

A maioria das ocorrências envolve o excesso de velocidade e a embriaguez ao volante. Pelo sexto ano consecutivo, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM), Brigada Militar (BM) e Departamento Estadual de Trânsito (Detran RS) se unem em uma força-tarefa para coibir a imprudência nas rodovias gaúchas. Com seis dias de reforço no policiamento e fiscalização nas vias, a Operação Viagem Segura 2018 termina à meia-noite desta quarta-feira.

Oito mortes nas federais

No trecho que inclui as BRs, foram 67 acidentes atendidos pelos policiais. As ocorrências resultaram em 10 mortos e 74 feridos. Conforme o levantamento da PRF, nestes quatro dias foram registrados sete acidentes em que oito pessoas perderam a vida no local da ocorrência e mais duas morreram no hospital. Um destes registros fatais envolveu uma moradora de Parobé. Franciele Santos dos Santos, 34 anos, morreu em um acidente na tarde da segunda-feira na BR-116, em Tapes.

A empresária seguia na carona de uma moto pilotada por Dirceu dos Santos, seu esposo. Segundo a PRF, no quilômetro 366 da via, esta e uma segunda moto, com placas de Parobé, teriam colidido contra um Ford Fiesta. Em seguida, uma carreta Scania que trafegava na mesma pista também teria batido contra os veículos. Franciele morreu no local. Outras três pessoas se feriram e foram encaminhadas a unidades de saúde de Camaquã.

“Feriado foi bastante violento”

A fiscalização também foi intensificada na área federal com 7.692 infrações nestas rodovias até o momento. Para coibir o excesso de velocidade, os agentes usaram radares fotográficos que geraram mais de 5.700 multas aos motoristas. A PRF ainda utilizou as câmeras da concessionária para flagrar os motoristas que insistiram em transitar pelo acostamento. Foram ainda realizados quase 3.000 testes do etilômetro, que resultaram em 105 pessoas multadas por embriaguez. Destes, 65 motoristas se negaram a fazer o teste e foram multados em quase 3 mil reais, além de ter a carteira de habilitação recolhida.

“A PRF considera que este feriado foi bastante violento, tivemos um número mais alto de mortes, foram cinco no ano passado e até agora foram oito no local. A maioria dos casos ocorre devido à falta de prudência, paciência e atenção dos motoristas, principalmente durante a madrugada”, destacou o chefe de Comunicação Social da PRF, Alessandro Castro.

91 acidentes nas estaduais

Na região, pelo menos duas pessoas morreram em sete acidentes com vítimas fatais registradas nas rodoviais estaduais. No início da última sexta-feira, Leo Cristiano Edinger, 27, morreu após sua moto colidir contra a traseira de um Chevrolet Meriva na RS-020, em Taquara. O morador de Parobé não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Já no domingo, o motociclista Cássio Oliveira Dias, 28, morreu em um acidente na RS-115 próximo ao zoológico de Gramado. O morador de três Coroas teve o veículo, que seguia
no sentido Gramado-Três Coroas, atingido por uma Ford Pampa que vinha no sentido oposto. O carro atravessou a rodovia, atingiu outra moto e bateu em uma árvore. Dias foi socorrido ao Hospital São Miguel, mas não resistiu e morreu no fim de domingo. No total, foram 91 acidentes na área de cobertura do CRBM, sete com mortes e 56 com lesões.

Entre feridos, um homem atropelado na noite de sábado na RS-239, em Sapiranga, e um motociclista ferido após colidir com um cachorro na RS-124, em Montenegro.


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE