Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Economia

Receita paga restituição de 102 mil contribuintes que caíram na malha fina

Nesta quinta-feira (15), será feito o pagamento dos lotes residuais das declarações recebidas entre 2008 e 2017
14/02/2018 21:22 14/02/2018 21:31

Receita Federal/Divulgação
Receita Federal
A Receita Federal vai fazer o pagamento, nesta quinta-feira (15), dos lotes residuais das declarações recebidas entre 2008 e 2017. Para saber se sua declaração foi liberada, acesse o site da Receita Federal, baixe o aplicativo ou ligue para o Receitafone, no número 146. Os valores foram corrigidos pela taxa básica de juros da economia, a Selic.

De acordo com a Receita, o dinheiro ficará disponível no banco por um ano. Se, ao fim desse período, o contribuinte não fizer o resgate do valor, deve pedir pela internet, pelo Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição ou no e-CAC. No total, serão pagos R$ 210 milhões. Do total de pessoas que vão receber o crédito, 20 mil são idosos e 1,7 mil têm alguma deficiência física ou mental ou doença grave.

Para não cair na malha fina

1. Salários de dezembro não entram na declaração se forem pagos em janeiro. Ou seja: se o valor recebido pelo trabalho efetuado em dezembro de 2017 for recebido após o dia 31 de dezembro, ele só deve ser declarado em 2019, pois foi recebido em janeiro deste ano.

2. Não se esqueça de incluir os centavos na hora de declarar os valores, separados com vírgula. Se você teve rendimentos de 10 mil reais durante o ano, na declaração deve constar: R$ 10.000,00

3. Não deixe para a última hora. Fique atento ao prazo e aproveite para enviar a declaração com antecedência, para que não falte nem sobre nada.

4. Declare tudo o que de fato recebeu e pagou. Se você tem mais de uma fonte de renda, não se esqueça que a Receita cruza informações declaradas pelas pessoas físicas com aquelas declaradas pelas empresas. Se nessa equação constar que você recebeu valores que não declarou, haverá problemas.

5. Crianças, idosos e outros dependentes só podem entrar em uma única declaração. Além disso, é indispensável declarar também os rendimentos dos dependentes, quaisquer que sejam.

6. Cuidado na hora de declarar despesas médicas. Novamente: a Receita cruza informações declaradas, então, médicos, clínicas, laboratórios e planos de saúde também vão declarar o que você pagou. No caso específico dos planos de saúde, não declare despesas de pessoas que não são suas dependentes.

7. Saiba o que é dedutível ou não. Consulte o site da Receita Federal ou o Receitafone caso tenha alguma dúvida. Alguns exemplos de despesas não dedutíveis são: academia, cursinhos, remédios, cirurgias plásticas etc. Se você possui algum investimento ou aplicação financeira, declare todas. As instituições financeiras vão enviar todas as informações à Receita.


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE