Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Emergência

UPA das moradas estará pronta em setembro

Obra já está 63% concluída; trabalho ocorre no interior do prédio
01/02/2018 09:14 01/02/2018 09:14


Paloma Vargas/GES-Especial
Atendimentos estão previstos para começarem ainda este ano
Se tudo der certo, em oito meses Gravataí terá mais uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas. Localizada na RS-020, na Morada do Vale II, a estrutura deverá atender cerca de 170 pacientes por dia, tendo aproximadamente 80 profissionais. O investimento, somado o dos governos municipal e federal passa dos R$ 3,6 milhões. Após pronta para o funcionamento, qualquer morador da cidade poderá procurar a clínica para atendimentos de urgência e emergência, porém por conta da localização, acabará atendendo toda a região das moradas do vale e ainda os bairros que ficam nas margens da RS-020, até Morungava.

A obra, que estava prevista para acabar ainda no ano passado, passou por problemas de repasses, chegou a ficar parada, mas agora está regularizada. Segundo o secretário municipal da Saúde Jean Torman, atualmente, 63% da construção está concluída e os serviços ocorrem na parte interna do prédio. Por conta disso, passando pelas redondezas, se tem uma certa sensação de abandono, que foi rebatida por ele. “Os repasses estão regularizados e a empresa que está executando o serviço está empenhada em acabá-lo no prazo”, comenta.

Para funcionar

Torman explica que para entrar em funcionamento, ainda são necessários os pedidos de equipamentos e a contratação dos profissionais de saúde. “Após o término da obra, em setembro, pedimos os equipamentos para o Ministério da Saúde e, ainda este ano, a unidade deverá estar operando normalmente.”

Além disso, ele destaca que a malha viária do entorno também terá que passar por ajustes e que isso depende do governo estadual, através do Departamento Autônomo de Estradas e Rodagem (Daer). “Essas adequações também deverão ser feitas após setembro, o que pode atrasar a abertura dos serviços.”

SUE não deve parar

O secretário destaca que nos próximos 60 dias a UPA da Cohab (que já está em funcionamento a cerca de um ano) será qualificada pelo Ministério da Saúde. “Isso significa uma ampliação nos atendimentos e no recebimento de recursos.” Ele comenta que um balanço será feito, já projetando o funcionamento da segunda UPA e o reflexo que isso tem em toda a rede. “Só depois vamos definir a reestruturação que poderá ser feita no Serviço de Urgência e Emergência (SUE) 24 horas”, diz. Sobre o local, Torman ainda ressalta que atualmente demandas de saúde do trabalhador têm inchado o sistema. “Para isso, estamos estudando a ampliação do serviço de saúde do trabalhador, para que os serviços de urgência não sejam sobrecarregados.”

Saiba Mais

De acordo com a regra do Ministério da Saúde, um município pode ter uma UPA a cada 100 mil habitantes.

Atualmente, segundo os dados oficiais do IBGE, Gravataí possui 276 mil habitantes. Por conta disso, conforme o secretário da Saúde, Jean Torman, com a entrega da segunda UPA, a cidade ficará com o número possível de unidades feitas para este tipo de serviço de urgência.


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE