Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Demonstração

Argentino faz vídeo para alertar sobre o risco de ataque de palometas no Rio Paraná

Cidade de Santa Fe, na Argentina, já teve 38 casos de banhistas feridos por essa espécie de piranha
22/01/2018 17:39 22/01/2018 17:45

Um homem joga inofensivamente um pedaço de carne crua na água. Em seguida, o que se vê é uma agitação frenética provocada por dezenas de palometas, uma espécie de peixe carnívoro típica dos rios do Sul do Brasil, Uruguai e da Argentina, onde foi gravado o vídeo. O flagrante, segundo o jornal argentino Clarín, ocorreu recentemente em uma das margens do Rio Paraná, na cidade de Santa Fe.

No país vizinho, o vídeo viralizou. Pessoas, que ficaram impressionadas com a voracidade dos animais com dois pedaços de carne crua, imaginaram o que esses peixes poderiam fazer então com um banhista.

Conforme a publicação, desde o começo de 2018, pelo menos 38 pessoas foram atacadas pelas palometas.

Em fevereiro de 2012, na cidade de Toropi, na região central do Rio Grande do Sul, cerca de 20 pessoas foram atacadas por um cardume de palometas. Na ocasião, o Ibama informou que o baixo nível do Rio Toropi e a escassez de comida podem ter provocado o ataque. Apesar de ser uma espécie carnívora, a palometa não tem o hábito de atacar as pessoas que não estejam com algum corte ou ferimento.


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE