Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Copa do Brasil

Inter se classifica... Mas daquele jeito

Colorado tem atuação irregular e empata com o Boavista
31/01/2018 22:10 31/01/2018 22:10

Ricardo Duarte/Inter
Pottker marcou o único gol do Colorado
Era só querer. Mas o Inter não quis. A equipe do técnico Odair Hellmann teve todas as possibilidades para construir um placar elástico na sua estreia na Copa do Brasil, mas não saiu do empate em 1 a 1 com o time reserva do Boavista, no Estádio Olímpico Regional, em Cascavel, no Paraná. O único gol vermelho foi marcado por William Pottker, após assistência inteligente de D’Alessandro. Os cariocas empataram no final do jogo com Renan Donizete. O resultado, porém, garante o time de Porto Alegre na próxima fase da competição. O Inter enfrentará o vencedor do confronto entre Atlético-ES e Remo – a partida que definirá o adversário do Colorado só acontecerá no dia 7 de fevereiro.  

Tudo se desenhava para ser um confronto tranquilo. A opção do Boavista em poupar os titulares, que fazem boa campanha no Campeonato Carioca, parecia facilitar um pouco o trabalho dos colorados na noite desta quarta-feira. A equipe até começou bem, com controle do jogo e criando oportunidades. O arremate final porém, deixou a desejar, fazendo com que o Inter demorasse para abrir o marcador. Fato que veio acontecer somente na segunda etapa. Aos 13min, depois de cruzamento da direita, D’Alessandro tocou para trás e, Pottker, sozinho dentro da área, apenas bateu para marcar. O time gaúcho seguiu comandando as ações, mas a dificuldade nas finalizações começou a atrapalhar. Os cariocas, com um time de pouca qualidade e que encontrou muitas dificuldades, começaram a crescer. E o empate veio aos 43min. Faísca arriscou de fora da área, Danilo Fernandes deu rebote e Leandro Donizete empurrou de cabeça para o fundo das redes. O Boavista chegou a ensaiar uma pressão nos acréscimos, mas o Inter se segurou e manteve o resultado.

Incomodado

Na saída de campo após a classificação, o atacante William Pottker se mostrou incomodado com uma possível preferência da torcida pelo uruguaio Nico López em sua vaga. “A torcida do Inter tem uma preferência por outro jogador mas eu tenho que lidar com isso, se tiver que sair do Inter e lidar em outro clube, vou lidar também. Eles têm um carinho muito grande por quem vem de fora do País”, disse.

Vermelhas

“Fizemos um grande jogo até os 80, depois recuamos, tomamos um gol bobo ali, mas o que vale é a classificação”, disse Dourado.

O próximo compromisso do Inter será no Gauchão. Neste domingo, enfrenta o Brasil de Pelotas, às 17 horas, no Estádio Bento Freitas.

FICHA TÉCNICA

Boavista-RJ (1): Rafael; Gabriel, Elivelton, Anderson Luiz e Jean (Marquinho); Vitor Faísca, Lucas (Caio), Fellype Gabriel e Thiago Silva, Léo Pimenta (Renan Donizete) e Felipe Augusto. Técnico: Eduardo Allax.

Internacional (1): Danilo Fernandes; Dudu, Klaus, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado e Gabriel Dias (Camilo), William Pottker, D'Alessandro (Patrick) e Edenilson; Leandro Damião (Nico López). Técnico: Odair Hellmann.

Gols: William Pottker (I), aos 12min do segundo tempo, Renan Donizete (B), aos 43min do segundo tempo.
Cartões amarelos: Felipe Augusto, Léo Pimenta (B); Gabriel Dias (I).
Arbitragem: Leandro Bizzio Marinho, auxiliado por Daniel Paulo Ziolli e Daniel Luis Marques (trio de São Paulo).
Local: Estádio Olímpico Regional, em Cascavel-PR.


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE