Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Grana e alívio

O que você vai fazer com o seu 13º?

Dinheiro que entra no bolso do consumidor essa época do ano é a esperança do comércio
05/12/2017 11:45 05/12/2017 11:46

Professor Alfredo Meneghetti dá dicas sobre o uso racional do 13º salárioA chegada do 13º salário traz um alento para aqueles que precisam colocar as contas em atraso ou já estão de olho nas compras de Natal. A expectativa da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL) RS é que pelo menos a metade seja direcionado para o comércio. O economista da Fundação de Economia e Estatística (FEE) do Estado, Alfredo Meneghetti, aposta que as dívidas é que devem ganhar prioridade com a entrada do recurso extra. “Muitas pessoas estão com os salários defasados e por isso entraram em dívidas, este dinheiro deve ajudar a resolver a situação”, conclui.

Pelo menos R$ 60 milhões são esperados na economia de Gravataí. A projeção do Sindilojas da cidade aposta que de 4 a 5 milhões deste total devem ser investidos em presentes. “Essa é nossa expectativa se for repetido o tíquete médio do ano passado, que ficou em torno de R$ 80 por pessoa”, revela o presidente do Sindilojas da cidade, José Rosa.

O comércio de Cachoeirinha também espera um Natal melhor que nos anos anteriores com a chegada do recurso. “Vamos fazer promoções e tentar alavancar as vendas, apesar de saber que para muitos o valor já está comprometido”, resume o presidente do Sindilojas de Cachoeirinha, Celso Nunes. “Boa parte deve ir para as contas, mas também é positivo porque a redução da inadimplência é necessária.”


Injeção de R$ 13 bi

O Rio Grande do Sul deve receber uma injeção de R$ 13 bilhões na economia com o 13º salário. O dado é do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e aponta que o valor é 4,3% maior do que em 2016. Para a FCDL-RS a perspectiva é de que o pagamento traga para a economia gaúcha, R$ 1,9 bilhão em novembro e 4,4 bilhões em dezembro. “Temos uma boa expectativa de que boa parte do 13º salário será utilizado pela população para consumir. Este é o momento de os lojistas estarem bem preparados, ofertando produtos com preços adequados ao orçamento das famílias gaúchas”, ressalta o presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch, que aposta nos pagamentos à vista.


Eles disseram

“Vou pagar as minhas contas atrasadas e ainda pretendo guardar parte do meu 13º salário.”
Léo França, 67 anos, aposentado

“Já usei meu 13º salário antecipadamente no meu casamento. Minhas compras sairão do salário, mesmo.”
Denise Corrêa, 31 anos, técnica em enfermagem

Planejamento
O uso do 13º salário deve ter planejamento, segundo o economista da FEE. Confira algumas dicas:

- Priorize o pagamento de dívidas com taxas de juros mais altas;

- Antecipe pagamentos, se possível, com maiores taxas;

- Reserve recursos para pagamentos com desconto de IPTU e IPVA;

- Utilize com cautela nas compras de final de ano, com planejamento;

- Se possível, guarde parte do valor recebido;


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE