Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Polícia

Fim de semana e fim da linha para duas vítimas de homicídios

Assassinatos a tiros são cometidos no bairro São Judas e no Morro do Coco
13/11/2017 09:41 13/11/2017 09:46

Um homem identificado pela Polícia Civil como Evair Humberto de Almeida, 47 anos, foi executado na noite deste domingo no bairro Morro do Coco.

Conforme testemunhas, pelo menos seis disparos atingiram Evair Humberto,que tombou no meio-fio. As informações, entretanto, não foram confirmadas pelo titular da Delegacia de Homícidios e Proteção à Pessoa em Gravataí, delegado Felipe Borba. De acordo com Borba, pelo menos três suspeitos desceram de um Ford Fiesta branco, na Rua Antônio Carlos Berta. O delegado também destaca que a vítima já tinha folha corrida na polícia, com envolvimento em crimes como homicídio, porte ilegal de arma e tráfico de entorpecentes.

Conforme a Brigada Militar, dois matadores desceram do veículo e alvejaram o homem. Depois de terem aberto fogo contra a vítima, os assassinos e o outro comparsa fugiram. Como o baleado estava perto de sua casa, ainda chegou a ser socorrido e levado até o Hospital Dom João Becker, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Na madrugada desta segunda-feira, outro homicídio fez escorrer sangue pelas ruas de Gravataí. Na Rua Riachuelo, bairro São Judas, um homem ainda não identificado, aparentando ter por volta de 25 anos, foi executado a tiros. Não há testemunhas do crime, ninguém foi visto chegando ou deixando a Riachuelo, e também não foram encontrados projéteis ou estojos no local. A DHPP investiga os dois casos e já solicitou imagens de câmeras de segurança nas cenas dos dois crimes.   


Correio de Gravataí
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE